Bibliotecas na rua

Todo mundo já falou e postou sobre os projetos individualmente. A tentativa aqui é mapear em um post único bibliotecas ou projetos de bibliotecas abertas no Brasil, desses que a gente encontra em pontos/paradas de ônibus, parques e ruas.

Me mandem as indicações dos que não tiverem na lista e eu vou atualizando. Só vale se for no Brasil.

Estante Pública – Porto Alegre

Estante Pública é um projeto de participação coletiva e ocupação urbana. Nele, as paradas de ônibus de Porto Alegre ganham uma nova função quando recebem, no antigo espaço para publicidade (há muito abandonado), estantes de livros.

Os materiais colocados na Estante são de uso público, porém a responsabilidade sobre eles é de cada um. Não há câmeras, não há guardas, não há grades… Este ambiente alimenta uma relação aberta com seus visitantes.

Parada Cultural – Brasília

Parada Cultural é uma tecnologia social de biblioteca popular desenvolvida pelo Açougue Cultural T-Bone, desde junho de 2007.

As bibliotecas estão instalados nas próprias paradas de ônibus de toda a Avenidade W3 Norte em Brasília e emprestam livros a qualquer cidadão sem exigir documentos nem preenchimento de algum cadastro. Os livros estão acondicionados dentro de um armário-estante, especialmente projetados para este fim, e em prateleiras abertas.

Bibliotecas em logradouros, várias cidades – Instituto Brasil Leitor

Este é um projeto que visa à criação de pontos de empréstimo gratuito de livros. Assim foram instaladas bibliotecas em diversas cidades, criando um novo espaço de estímulo à vida cultural em estações de Metrô, Trem e Terminais de Ônibus.

Biblioteca Transcol – Vitória

A Biblioteca Transcol é uma parceria da Ceturb-GV com a Secretaria de Cultura do Espírito Santo (Secult) e a ONG Universidade para Todos, patrocinado pela ArcelorMittal Tubarão.

O projeto proporciona aos usuários do Sistema Transcol fácil acesso a livros, contribuindo para o exercício de sua cidadania, por meio da instalação de bibliotecas nos terminais de integração, incentivando a prática da leitura e a circulação de informação.

Ponto de Leitura na Praça do Sesquicentenário – Brusque

O Ponto de Leitura da Praça Sesquicentenário foi inaugurado em outubro de 2011 e já recebeu mais de 1.100 publicações. O acesso às obras literárias é livre. Os frequentadores podem ler no local ou levar o livro emprestado.

Cultura no ônibus – Brasília

Com a ajuda de doações, o cobrador Antonio Conceição Ferreira montou uma biblioteca itinerante em Brasília dentro do ônibus onde trabalha.

Os passageiros podem retirar os livros de graça para ler durante a viagem ou levá-los para casa

Biblioteca Livre Pote de Mel

A Biblioteca Livre Pote de Mel (Bibliopote) é uma biblioteca que funciona em uma panificadora em Curitiba
A Panificadora Pote de Mel abriga – sobre e dentro de duas geladeiras desativadas – livros que podem ser tomados emprestados por qualquer um, a qualquer momento.
Não é preciso cadastro, carteirinha ou mesmo avisar um funcionário.
Não há prazo de devolução ou qualquer tipo de cobrança nesse sentido.
Você devolve o livro quando quer, assumindo o compromisso de que fará isso.
A Bibliopote foi uma iniciativa do blog Livros e Afins.

dica do Alessandro Martins

Mini Biblioteca de Curitiba

A Primeira Minibiblioteca de Curitiba funciona na loja da Aida, mãe da Júlia, a Apoio, com suas portas voltadas diretamente para a rua e no mesmo regime que a Bibliopote: você pode emprestar livros quando quiser, devolvê-los quando quiser, não precisa de carteirinha, nem pedir para quem quer que seja. Não há prazo de devolução e, portanto, também não há multa por atraso.

dica do Alessandro Martins

Estação da Leitura – Pinheirinho, Curitiba

A Estação da Leitura é uma das ações do programa Curitiba Lê. A minibiblioteca funciona como posto de atendimento para empréstimo de livros, gratuitamente e sem burocracia. O programa é coordenado pela Fundação Cultural.

dica da Daniele Carneiro

Bicicloteca – São Paulo

dia do Fernando Ouriques

Espalhando a leitura – São Bernardo do Campo

dica do Murakami

Portos de Leitura – Praia Grande, SP

dica da Lucia Bragion

Biblioteca Scambo – São Paulo

dica do André

Bibliotecas de rua, bairro Caxambu, Petrópolis

A Biblioteca de Rua no bairro do Caxambu foi criada em março de 2007. Ela é realizada em um terreno baldio localizado no Morro dos Anjos, aos sábados de 10 às 12 horas.

Com a participação das crianças, esse grupo realiza contação de histórias infantis, atividades artísticas, dinâmicas de interação e integração a partir de brincadeiras, atividades musicais e outras.

dica da Mariana Lopez

Gibicicleta – Campo Grande, Mato Grosso do Sul

“Eu sou fundador de uma Gibiteca em Campo Grande que conta com mais de 20 mil gibis. Fundei uma Gibicicleta, um triciclo que anda pela cidade toda divulgando o incentivo a leitura através dos quadrinhos, bem como o projeto Livro Carente, que toda semana faz a doação (adoção) de livros”, via Ronilço Guerreiro

19 pensamentos em “Bibliotecas na rua”

  1. São muitas criatividades; não só por parte do profissional (bibliotecário), mas de algumas pessoas que percebem a necessidade da leitura como forma incentivar os cidadãos brasileiros a lerem de qualquer maneira, (…) Parabéns ao Post!

  2. Muito legal Moreno! Adoro ações e iniciativas corajosas de pessoas que pensam a aproximação do povo com a cultura. Muitos acreditam que não vai dar certo, que as pessoas não estão preparadas para ter algo bonito e acessível…Penso que é a proximidade que ajuda na educação. Lembrando que ainda existem medo e vergonha de uma parcela da sociedade em entrar numa biblioteca pública, isso quando elas existem ou estão acessíveis (o que não é o caso aqui em Manaus). Espaços como esses aproximam e atraem. Adorei! Quando fotografar algo vou te mandar! Abraço!

  3. Caro Moreno,

    Muito interessante seu trabalho de divulgação de bibliotecários profissionais ou natos cuja preocupação está no incentivo à leitura do cidadão comum. Parabéns e vou divulgar na nossa Universidade

  4. Caro Moreno,

    Seu trabalho de divulgação de bibliotecários profissionais ou natos, cuja preocupação está no incentivo à leitura do cidadão comum, além de interessante é por demais importante. Parabéns e vou divulgar na nossa Universidade

  5. Sugiro a Bibliopote. Não estou colocando o link para não cair no spam, mas é só procurar no Google. Também sugiro a Primeira Minibiblioteca de Curitiba (tb não coloquei o link para não cair no SPAM, mas é só fazer a busca). Abraços!

    1. É bem interessante por que vai se construindo uma relação de permuta entre as pessoas,elas percebem a sua posição de usuário e assim pensam no outro que pode também ter a acesso ao mesmo material. E com o tempo vão preservando o espaço no sentido de torná-lo acessível e agradável.
      E a conscientização é visível! A iniciátiva é ótima do Projeto Estante Pública. Já que estão disponibilizando Wi-Fi, por que não disponibilizar Livros? E as doações vão acontecendo e cada um que se preocupa em doar seus livros já vai exercendo seu lado de bibliotecário sem preceber.

  6. Parabéns!Este país precisa ser referência em leitura e com iniciativas como esta, a população sem cobranças,vai se conscientizando da tamanha importância da leitura em todos os níveis de escolarização, obtendo assim o prazer de ler diversos assuntos e com liberdade.

  7. Gostaria de montar uma espécie de biblioteca informatizada com material relacionado a tecnologia (informática, eletrônica, telecomunicaçoes, etc). Disponibilizarei livros, Cds, Dvds, tutoriais, guias, todo tipo de material que dê acesso ao mundo digital a populaçao mais próxima da regiao e porque nao, em toda a cidade futuramente. É um projeto a longo prazo, pois como moro fora do Brasil, apenas estou estudando o projeto, arrecadando material e informaçoes a respeito, etc… meu sócio, que está no comando da empresa na minha ausência é o encarregado de colocar em prática tudo o que seja necessário no momento.

  8. Bom Acho interesante colocar nessa lista o CHÁ COM LETRAS ITINERANTE ele rola na Zona Oeste do Rio de Janeiro em Vila Aliança. Ele faz um mix de poesia, teatro, dança, graffit, moda incluindo tudo na literatura e incrivél não tem idade toda a comunidade participa a base e igual mais ele muda de acordo com o local. E uma iniciativa da Biblioteca Comunitária Quilombo dos Poetas que fica em Senador Camará -Bangu.

    http://www.facebook.com/media/set/?set=a.322617851154409.74536.310901258992735&type=3

  9. Que ideia legal reunir as ideias maravilhosas em torno da leitura.
    Não conhecia a maioria desse projeto, me atualizei; Parabéns aos idealizadores e parabéns pela divulgação.
    Sueli Bortolin (Universidade Estadual de Londrina)

  10. Sugiro as minibibliotecas de Araucária -PR ( tem uma matéria sobre elas no blog bibliotecasdobrasil.blogspot.com.br e também as Tubotecas de Curitiba – PR.
    Ótimo trabalho! Espero que sejam exemplos!

Deixe uma resposta