Commons-based Digital Libraries

Ao ler uma apresentação interessante de Anita Coleman da Universidade do Arizona, conheci o conceito de Commons-based Digital Libraries. Como não tem uma tradução para o português, por isso, convém manter em inglês por hora.

Ao consultar a Wikipédia, a palavra commons no sentido que nos interessa é descrita assim:

“A palavra “Commons” agora tem sido usada no sentido de um conjunto de recursos que a comunidade reconhece como acessível a qualquer membro dessa comunidade. A natureza de commons é diferente em diferentes comunidades, mas freqüentemente inclui recursos culturais e recursos naturais. Enquanto commons é geralmente visto como um sistema oposto a propriedade privada, ele é combinado com a idéia de uma propriedade comum.”

Segundo Anita, Commons-based Digital Libraries são um fenômeno emergente, pois estão baseadas na nova visão da organização e uso da informação digital:

  • Biblioteca Digital baseada em Commons, Global, Confiável e Aberta.
  • Para a solução dos problemas de grande-escala.
  • Coleções e comunidades são multi- disciplinarias; recursos incluem artigos de pesquisa revisados por pares e diversos, como objetos digitais de ensino (conjuntos de dados, objetos de aprendizagem);
  • Cyber infraestrutura e ambientes emergentes como auto arquivamento e classificação pelo usuário final, uso e produção do conhecimento por pares.
  • E que apresenta as seguintes características:

  • Globais – Usuário podem estar em qualquer lugar do mundo.
  • Confiáveis – Certificação de autores e documentos.
  • Abertas – Sem restrições econômicas ou legais.
  • Padronizadas – Formatos de documentos e metadados.
  • Resolvem o problema do Global e larga-escala.
  • Produção do conhecimento por pares.
  • Organização do conhecimento por pares.
  • Múltiplos usos/reusos da informação:
    1. Ambientes sustentáveis de informação:
        Principio do menor esforço
        Autenticação
        Certificação e controle da qualidade.

    Esse é um modelo mais complexo que a Wikipédia, mas que apresenta alguns valores presentes nela.

    Uma das características mais interessantes é a organização do conhecimento por pares. A necessidade do fim do monopólio da organização por bibliotecários também é apresentada no paper: “Is it possible to organise all information? The Library viewpoint” do Curador da Biblioteca Nacional da França, Patrick Le Boeuf.

    Agora nos resta fazer com que essa tendência se torne realidade, uma vez que tecnologia já não é mais o problema.

    1 pensamento em “Commons-based Digital Libraries”

    Deixe uma resposta