Bibliotecas Digitais e a visualização das informações

Uma das principais barreiras para o acesso a Bibliotecas Digitais é o modelo adotado para a visualização das informações.

O modelo está baseado em recuperação das informações, através de texto completo ou por catálogo (metadados). Porque não funciona?
O Alain Jacquesson diz que o problema é que as Bibliotecas Digitais estão baseadas nos modelos dos já complicados cátalogos.
E além disso, as bibliotecas digitais são sistemas de informação limitados e normalmente frustarão qualquer usuário, pois fatalmente não possuem as respostas para tudo.

Qual a solução?

Não há uma solução, mas há idéias interessantes. O Figoblog, no post Il y a un livre dans mon moteur propoe a adoção de “ferramentas de consulta” para bibliotecas digitais ao invés de motores de busca.
Ele diz assim:

Pour moi un outil de consultation de bibliothèque numérique devrait se constituer de plusieurs couches qui, loin de s’opposer, se combinent. Parmi elles

  • une couche de butinage (par carte, par thème ou par facettes)
  • une couche qui exploite toute la richesse des données structurées
  • une couche de fouille au coeur du texte.
  • Fica bem complicada uma tradução, mas seria algo como no primeiro caso uma lugar para procura, outro para explorar a riqueza dos dados estruturados e outro para explorar o coração do texto.

    Pelo visto, cada vez mais as perspectivas estão se abrindo positivamente para o desenvolvimento de Bibliotecas Digitais efetivamente úteis.

    Mas ainda há a necessidade de muita pesquisa em relação a visualização de grandes quantidades de informações em bibliotecas digitais

    Referências

    JACQUESSON, Alain. De la difficulté à utiliser les bibliothèques numériques. Bulletin d’informations nº188, 3e trimestre 2000. Association des Bibliothécaires Français: Paris, 2000.

    ———————————————————–

    Acabei de ler uma matéria chamada: 18 razões por que as tecnologias falham e tem muitas que se aplicam a Bibliotecas Digitais como:

    1) Não funcionam (ou não funcionam bem)
    2) São vendidas em excesso
    3) Não são confiáveis
    4) Falham em atingir massa crítica
    5) São lançadas precocemente
    6) São lançadas tardiamente
    7) Demandam vastos investimentos
    8) Caem em desuso rapidamente
    9) São deficientes em sua visão comercial
    10) Falham em ganhar momento no mercado
    11) São superadas logo por outro produto
    12) Não são práticas
    13) Falham em estabelecer um padrão
    14) Falham em atender aos padrões emergentes
    15) Têm design fraco
    16) Arrastam legados
    17) Ficam famosas por seus problemas
    18) Não atendem a reais necessidades

    Deixe uma resposta