1 pensamento em “Visão de Andrew Finegam sobre a Biblioteca em 2010”

  1. Essa coisa de “Make Libraries Cool” é tão bobinho. Então as bibliotecas vão precisar apelar agora e fazer parte de MySpace, Second Life e etc? A idéia agora e bibliotecários vestidos de palhaço, usando recursos de informação “cool” para chamar a atenção? (olha só, eu sou bibliotecário mas não sou uma senhora, sei usar o msn, myspace e tenho um ipod).

    Estes recursos podem ser melhor compreendidos e aproveitados de maneira mais inteligente pelos profissionais. Mas evidente, que o que ele aborda é a utilização destes recursos por bibliotecas que estão consolidadas nos EUA. No Brasil, não temos tantas bibliotecas consolidadas como ambientes que oferecem uma experiência positiva para os usuários fisicamente, muito menos virtualmente.

    O que precisa ser compreendido de verdade, é que esta cultura emergente não contribui para o desenvolvimento de novos serviços para as bibliotecas, mas para uma mudança completa de perspectiva estratégica para a biblioteconomia.

Deixe uma resposta