Motivação na criação de folksonomias

Nem todas as tags (etiquetas) em uma folksonomia, ou classificação social descrevem assuntos. Esse é o tema do trabalho de Margaret Kipp que tem o título: @toread and cool: Tagging for Time, Task and Emotion , que está disponível no E-Lis.
Ela fez o estudo em três sistemas (Connotea, CiteULike e Del.icio.us), e constatou o uso freqüente de tags que tem como motivação Tempo ou tarefa (@para ler, não lida, para visitar) e tags afetivas (legal, engraçado, chato, etc…)

E chega a uma discussão interessante:

Uso de tempo e tarefa ou etiquetas afetivas mostram como a etiquetagem expressa um relacionamento dinâmico entre usuários e documentos, sugerindo possivelmente novas formas de modelagem do acesso à informação.

E como conclusão, apresenta perguntas sobre o uso social dessa informação. Como usar essa informação na coletividade?… um tema muito legal para estudo…

Deixe uma resposta