Bibliotecas jurídicas estão se tornando obsoletas?

Recebi uma dica da bibliotecária Solange sobre uma interessante discussão no Legal Blog Watch:

Are Law Libraries Becoming Obsolete?

Esse post é uma discussão sobre um artigo que indica que as bibliotecas jurídicas estão ficando menores com a prolifeção da informação eletrônica, mas ainda não desapareceram. Vale a pena dar uma lida no artigo.

Eu particularmente não acho que espaço físico ocupado seja sinônimo de importância. A tendência real é perder espaço físico (que custa muito caro para a empresa e isso acontece em todas as áreas e não só com a biblioteca), mas também perder usuários físicos. Porém, a biblioteca que quer sobreviver deve atuar como uma facilitadora do trabalho do operador de direito. Cuidar da parte burocrática da aquisição, tanto de acesso a bases de dados ou livros online, ou ainda livros para ficar na mesa deles e não sempre na biblioteca. E ainda, se especializar e se dedicar, de maneira a estar preparada para as demandas dos advogados, e não somente preparar uma base de dados e deixar eles pesquisarem. Se não servir para nada, a Biblioteca desaparecerá, se for fundamental e der retorno (nunca explícito), o gasto será considerado investimento.

3 pensamentos em “Bibliotecas jurídicas estão se tornando obsoletas?”

  1. A biblioteca jurídica está diminuindo em tamanho e ganhando em importância. A literatura jurídica é atualizada constantemente, então não é interessante comprar livros que em alguns meses não vale nada, por exemplo. As bases eletrônicas estão ficando mais acessíveis, embora muitas revistas ainda relutem em passar para o digital. Acho que a tendência é diminuir ainda mais a biblioteca, e aumentar a importância do bibliotecário jurídico.

  2. Nos últimos dias, estava lendo exatamente sobre esse assunto. Acredito que as bibliotecas jurídicas ganham cada vez mais mais importância. A principal competência a ser desenvolvida nessa área é a da referência, uma vez que os usuários dessas bibliotecas necessitam de respostas “prontas” e de imediato.

  3. A coisa interessante sobre este assunto…embora a informação esteja sendo colocada mais e mais no internet, a necessidade de ter bibliotecários legais está mais importante do que nunca. Há tanto informação e literatura jurídica disponível que os advogados estão tornando para os bibliotecários para buscar e fornecer informaçoes pertinentes aos casos de que eles estão trabalhando. Concordo com o que Gustavo disse. As bibliotecas vão continuar a diminuar em volumes fisicais, porém, a importância vai continuar a crescer.

Deixe uma resposta