Usando um CMS para a criação de um pequeno repositório

Esse é só um pequena descrição do aprendizado de criar o RABCI 3.0

O CMS usado foi o Drupal 6 (http://www.drupal.org

) e com a imprescindível ajuda do módulo Bibliography ( http://drupal.org/project/biblio ) e o tema Marinelli.

O objetivo não é descrever o como, mas as importantes diferenças que descobri durante o desenvolvimento do RABCI:

* É frenético acompanhar o desenvolvimento de uma ferramenta open source. Interessante saber que acabou de ser lançada a versão 6, que não é compatível com os modulos da versão 5 e já existem cerca de 100 módulos e a atualização e aparecimento de novos módulos é quase de 10 por dia. Isso indica uma grande participação de uma comunidade, que compartilha erros e acertos e faz um sistema interconectado a partir de um núcleo crescer tão rápidamente. Os sistemas de automação de bibliotecas e criação de repositórios são muito mais dependentes das instituições que as mantém e por isso, são mais confiáveis e mais lentos.

* O Drupal é apenas um núcleo e mesmo assim é constituido de módulos. Esses módulos, mais os criados pelos desenvolvedores/usuários criam inúmeras possibilidades de desenvolvimento e permitem criar um repositório mais interativo e menos burocrático. Foi possível criar RSS para alertar usuários de novos trabalhos, integrar um blog para comunicar novidades, criar novos tipos de conteúdos, agregar RSSs externos para em um único lugar dar um panorama geral da área (limitado as fontes que permitem RSS), permite a interação dos usuários, que se tornam colaboradores, em breve disponibilizaremos um OAI (módulo em desenvolvimento), já está em desenvolvimento uma ferramenta que permite o uso de RDF, o que em breve possíbilitará uma aplicação real da Web Semântica, e muito mais.

* Preservação digital não é o forte, mas poderia ser desenvolvido um módulo só para isso.

* Permite criar coleções pequenas, ideal para instituições menores. Não sei qual seria o limite mas acredito que não seja o suficiente para enormes coleções. Porém, enormes coleções nunca deveriam ser armazenadas em um único local e o drupal pode ser usado como harvester.

Tudo isso só me levou a refletir que ao invés de criar aplicativos próprios, não seria interessante a área de CI integrar funcionalidades a aplicativos eficientes que já estão desenvolvidos e possuem uma comunidade forte e participativa.

PS. Existe um grupo de pessoas interessadas em usar o Drupal em Bibliotecas.

1 pensamento em “Usando um CMS para a criação de um pequeno repositório”

  1. E ae Ti, bele.

    Meu brother, tô entrando no mundo da gestão de conteúdo. Queria saber de você quais são as fontes de textos nas quais poderia iniciar minhas leituras. To querendo fazer meu tcc sobre esse assunto.

    Por acaso você tem algo on-line

    Grande abraço

    Lecão

Deixe uma resposta