Divagações sobre o catálogo

Tive uma discussão interessante com o Moreno sobre como melhorar os catálogos e acho que essa discussão merece ser registrada e ampliada em um grande brainstorm. Tudo começou com o anuncio da pré-conferência da OCLC / ISKO que tem como título: “Everything Need Not Be Miscellaneous: Controlled Vocabularies and Classification in a Web World” , que vai ocorrer em Agosto. Esse título é uma forma de marcar uma posição contra o livro do David Weinberger: Everything is miscellaneous, (Confiram a apresentação do Moreno baseada no livro em http://extralibris.org/ci/2008/a-nova-desordem-digital-2/ )

O livro do Weinberger parte da argumentação que no ambiente digital a restrição imposta na organização pela limitação física deixa de ter importância e com isso, pode se acrescentar outros tipos de organização ao catálogo, não dependendo somente da criada pelo bibliotecário. Há a possibilidade de permitir ao usuário uma maior interação, inclusive uma organização personalizada do catálogo. Além da possibilidade de contribuição e interação por meio de comentários e avaliações. E ainda, um rastreamento de afinidades, como na amazon ( http://www.amazon.com ), em que o sistema informa outros livros que outros usuários que pesquisaram esse também viram. Tudo isso é possível de ser feito com um custo mínimo.

O Moreno citou o catálogo biblioteca Ann Arbor: http://www.aadl.org/catalog

É um catálogo modelo, que integra as seguintes funcionalidades:

• Navegação facetada (1) por
o Idade (Adolescente, Jovem e Adulto)
o Novos itens
o Itens populares
o Tipo de material
o Listas de Best Sellers e Prêmios.
• Blog sobre as novidades da Biblioteca (1)
• Navegação por Tags (2)
o Top 10 tags
o Tags recentes
o Tags aleatórias
o Nuvem de tags
o Últimas críticas
o Criticas aleatórias
o Tags inseridas no registro.
• Navegação personalizada por usuário.
• RSS dos livros adicionados no catálogo
• Recomendação de afinidades

(1) Criado por Bibliotecários
(2) Criado por Usuários

Tudo isso feito no Drupal 😉 integrado ao SGB deles (Não sei qual é)

Funçando no Drupal, eu descobri um projeto parecido: Fish4Info ( http://fish4info.org )

Apresenta a maioria das funcionalidades do catálogo da Ann Arbor, mas tem duas inovações de destaque:

• Apresentação de livros similares (um pouco diferente do sistema de recomendação, pois o calculo é automático, com base em tags similares)
• Não parece com um catálogo. ( para mim essa é uma das principais inovações. Os catálogos são frios e objetivos, sem preocupação com a comunicação visual. É o primeiro catálogo que conheço que traz essa preocupação de mudar )

E um diferença: É open source e está disponível para download em: http://fish4info.org/gofish

O Moreno indicou outros softwares interessantes para catálogos:

WordPress Scriblio: http://about.scriblio.net/
E a implantação do Scriblio pela Extralibris: http://extralibris.org/biblioteca

E indicou outros bons exemplos de catálogos:

http://aqua.queenslibrary.org/
http://www.lib.ncsu.edu/catalog/

O aquabrowser é muito legal… vale a pena conhecer..

Viajando um pouco, acho que os catálogos podem ter mais funcionalidades ainda. Esse seria um exercício interessante de se fazer em grupo: imaginar todas as possibilidades que podem ser adicionadas a um catálogo. Num brainstorm listo as seguintes:

• Inclusão da obra em contextos.
o Imagino um modelo em que é possível explicitar certos conteúdos específicos que possam depois automaticamente ser adicionadas a uma estrutura de navegação. Ex. Uma obra teria como descritor o modernismo, e haveria uma linha do tempo de modernismo, em que seria possível conhecer todas as obras do acervo que fossem desse estilo. Isso poderia ser usado para autor, pais, e o que a imaginação permitir.
o Integração com Wikipédia. Adicionar dados biográficos dos autores, informações extras sobre as obras e outras informações disponíveis, para enriquecer o catálogo.

E vcs, imaginam outra funcionalidade para o catálogo??

2 pensamentos em “Divagações sobre o catálogo”

  1. Gostaria de saber se existe um livro sobre o cutter, e tbm como faz se tem 2 ou mais nomes em que tem o mesmo cutter? Obrigada

Deixe uma resposta