Crítica ao CRB 8

Queria deixar registrado a minha indignação com o CRB 8. Recebi hoje o boleto para pagamento com desconto, que vence amanhã. Liguei lá semana passada e me informaram que o atraso foi do banco. Ok, como não tinha recebido hoje de manhã, liguei novamente e me informaram que me enviariam o boleto por e-mail. Não recebi. Agora a tarde que cheguei em casa é que o boleto estava aqui. Como é a minha primeira anuidade que tenho que pagar, estou com uma péssima impressão.

10 pensamentos em “Crítica ao CRB 8”

  1. Não espere muito mais do que isso do CRB. Por outro lado, não dá pra cobrar muito mais do que isso também.

    Pra que ser o CRB mesmo? (2)

    Não assinei lá o manifesto para baixar a anuidade do CRB. A questão não é baixar anuidade, é acabar com CRB, regulação da profissão, reserva de mercado e tudo isso.

  2. É a segunda anuidade que pago. Na primeira não tive problemas, até chegou com bastante antecedência.

    O meu boleto não chegou até agora… Liguei para o CRB-8 ontem e em poucos minutos me passaram o boleto com desconto.

    Hoje à tarde recebi um e-mail deles informando que o problema foi de impressão e que o pagamento poderá ser feito até o dia 09 no BB (mas somente com a apresentação desse e-mail) ou, pedindo o boleto online, o pagamento poderá ser feito em outros bancos.

    Acho que fomos “contemplados”… A maioria dos bibliotecários que conheço recebeu o boleto no começo da semana.

  3. Eu tb pedi na quinta feira o boleto por e-mail e até agora não recebi nadinha… e eu já havia entrado em contato antes no inicio do mes perguntando quando viria o boleto pelo correio já que eles costumam sempre mandar com bastante antecedencia…

  4. E além de tudo, eles dão as costas quando os estudantes vão pedir alguma ajudinha pr’um evento acadêmico…=P

  5. Na verdade, o CRB não precisa se preocupar em ajudar ninguém. Pra exercer a profissão é obrigatório ter registro e pagar o CRB em dia. Então CRB nenhum se preocupa em fazer uma bom marketing. E assim vai.

  6. Esse problema com o boleto deve ter relação com a mudança recente de gestão (pelo menos aqui mudou, imagino que seja no mesmo período em todas regiões). As vezes o começo é bem complicado, em especial se as pessoas que entraram não têm experiência, se a chapa foi montada as pressas para tapar buraco, ou se a gestão anterior não deixou as coisas bem encaminhadas, para dar alguns exemplos.
    Não estou por dentro da situação de SP, mas existe um problema grande no Brasil em geral com o CRB, associações e sindicatos da classe: apesar da maioria dos bibliotecários, até onde vejo, defender esses órgãos, uma quantidade mínima se dispõe a colaborar. Não sei por quem esperam, apesar de reclamarem tanto.

    No fim das contas concordo com o Gustavo, como já me manifestei algumas vezes quanto a isto: sou contra reserva de mercado e essa legislação toda que cria uma estrutura engessada… nem os bibliotecários estão satisfeitos… imagino o quanto não é prejudicial a sociedade.
    Não seria um dos motivos da acomodação que muitas vezes existe? Essa reserva, um órgão obrigatório onde que sua maior visibilidade é pela cobrança de anuidade?
    Eu sou muito mais fortalecer as associações, onde participa quem quer, o resultado é proporcional a participação da classe e é um órgão dinâmico, podendo mudar facilmente para atender ao que se deseja em cada momento.
    ps.: Também não assinei o abaixo assinado por isso…

  7. Outro dia fui fazer um exame e quando andava pela rua vi a placa do CRB (Rua Maracatu). Pensei “que bom achei o meu CRB”, apertei a campanhia e me atenderam pelo interfone e expliquei o porquê estava alí e para minha surpresa ninguém veio me atender pessoalmente, afinal era só uma biblitecária que queria conhecer o seu Conselho profissional (ressalto que era uma terça-feira dia de expediente normal), pois aliás eu pago anualmente e o mínimo que alguém poderia fazer era atender a porta. Peço que tenham um pouquinho mais de consideração com os associados.

Deixe uma resposta