A cultura do novo capitalismo

tiisennnett1

O meu presente de amigo secreto do BSF (valeu Tânia) foi o livro A cultura do novo capitalismo, escrito por Richard Sennett. Ele é professor de sociologia da London School of Economics e do MIT. O livro é um relato dos principais resultados de suas pesquisas em um ciclo de palestras e está dividido em 4 conferências: Burocracia, O talento e o fantasma da inutilidade, A política do consumo e O capitalismo social em nossa época.
O mais interessante do livro é a forma como ele nos demonstra que, apesar da mudança que está acontecendo nas instituições, nas capacitações e nos padrões de consumo, as pessoas não ganharam liberdade ou autonomia.
Destaco um trecho em que ele se refere à comunicação e informação:
“O excesso de informação gerado pela tecnologia moderna ameaça tornar passíveis seus destinatários.”. Ele argumenta que o excesso de informações torna o controle social mais centralizado e ainda, o processo de comunicação auxilia a diminuir a quantidade de informação, descentralizando as decisões. Parece paradoxal, se pensarmos numa comunicação burocrática. Mas os responsáveis pelas decisões recebem as informações filtradas, editadas e particularizadas e os mais baixos da pirâmide lidam com todo o excesso de informações, e “à medida que aumenta a quantidade de informação, o destinatário passa a reagir menos a ela, chegando com efeito a desligar-se, do ponto de vista interpretativo”.
Não consigo explicar todo o contexto deste trecho, mas recomendo a leitura atenta deste livro, que dá uma base para compreensão do comportamento humano no contexto atual.

Spartan video

1 pensamento em “A cultura do novo capitalismo”

Deixe uma resposta