Biblioteca Parque de Manguinhos

Medellín, na Colômbia, era uma cidade marcada pelo narcotráfico e pela violência. Mas a partir de 2006, com a inauguração de Bibliotecas Parque – uma biblioteca com um parque para que os leitores possam usufruir da leitura ao ar livre – a cidade elevou o seu nível educacional, fator que contribuiu para a diminuição do índice de violência.

Inspirando-se nesse projeto, foi implantada em Manguinhos, no Rio de Janeiro, a primeira Biblioteca Parque brasileira, em um espaço de 3,3 mil m², que sediava o antigo Depósito de Suprimento do Exército (1º DSUP). Essa área foi totalmente urbanizada, e se transformou no local de maior concentração de equipamentos sociais em uma comunidade carente da cidade, um complexo com ludoteca, filmoteca, sala de leitura para portadores de deficiências visuais, acervo digital de música, cineteatro, cafeteria, acesso gratuito à Internet e uma sala denominada Meu Bairro, para que os usuários façam reuniões da comunidade.

Em entrevista ao blog Acesso, a secretária de Articulação Institucional do Ministério da Cultura e coordenadora do Programa Mais Cultura, Silvana Meirelles, explica melhor o projeto.

biblioteca parque de manguinhos

A Biblioteca Parque de Manguinhos será equipada com 40 computadores para internet livre, livros eletrônicos da Gato Sabido, 3 milhões de música em arquivo digital (do Imusica), 700 filmes em dvd, uma vasta coleção de quadrinhos e, sem esquecer dos livros, claro – são 25 mil títulos, pra começar.

O visual ganha ares modernos com o grafite digital da Superuber. Ou seja, vale a pena conhecer e apresenta um conceito que a gente já sabe, mas que pouca gente lembra: o de que bibliotecas são também espaços culturais. E o de que a leitura não precisa, necessariamente, ser em papel.

Todos os 28 funcionários da biblioteca são moradores da região e contratados pela Secretaria estadual de Cultura. Eles foram treinados para atender à todas as pessoas que visitarem o local.

via Literatura Infantil e Juvenil e @liaamancio

—-

O projeto piloto colombiano humilha a humanidade. As fotos da Biblioteca Parque Espanã falam por si. Se a Biblioteca Parque de Manguinhas chegar perto do projeto colombiano, estamos bem.

Assim que aparecem as fotos e infos, eu atualizo aqui.

via plataforma arquitectura

32 pensamentos em “Biblioteca Parque de Manguinhos”

  1. Percebe-se que nosso amigo Caruso entendeu perfeitamente a proposta da Biblioteca-Parque do Manguinhos…8-)

    1. Também notei que nas diversas páginas que tratam da Biblioteca, apenas uma (o Portal Vida Livre) fornece o endereço:
      Avenida Dom Helder Câmara, 1184
      (antiga Suburbana)

  2. To querendo ir lá para dar uma olhada. Principalmente para tentar por a mão naquele e-reader (que tem lá) vendido pela livraria Gato Sabido.

    Agora, quanto a colocação do Caruso… pô, sacanagem… tem uma escola recém construída praticamente na frente…

    Agora, se a escola funciona melhor que a Biblioteca já não ponho minhã mão no fogo… Sempre que passo de metrô por lá só vejo alunos na quadra de esportes, e quase nunca alunos na sala de aula.

    Melhor então desenvolverem o raciocínio na biblioteca, mais evoluída do que esta instituição arcaica chamada escola. rs

  3. EU fui! sem palavras, é maravilhoso… já entrei em diversos lugares bacanas, frequento boas livrarias… e fiquei impressionada com a biblioteca de Manguinhos, é linda, perfeita, nunca vi nada igual, vale muuuito visitar! AS crianças, os jovens, os adultos… todos estão aproveitando… pegam livros e filmes emprestados… é um espaço muito agradavel, bonito e o astral é maravilhoso!

  4. A biblioteca parque de Manguinhos é um espaço precioso que precisa ser mantido e preservado pelos órgãos competentes para que assim possamos ter esperança de um Brasil delicado e gentil.

  5. Semana Machado de Assis
    de 20 a 26 de junho

    A Biblioteca parque de Manguinhos comemora a data do nascimento de Machado de Assis.
    Nesta semana estará acontecendo diversas atividades culturais voltadas para a obra do escritor.

    A biblioteca fica na Av dom Helder Camara
    N°1.184 benfica.

  6. Semana Machado de Assis
    de 20/06/10 a 20/06/10

    Domingo 20/06/2010

    10 :00 às 13 :00

    Ocupação Cultural
    Com a Rede Estadual de Teatro de Rua.
    Coordenador do evento: Reinaldo Sant`na
    local: área externa.

    Segunda Feira 21/06/10

    Recesso Biblioteca não abre ao grande Público.

    Terça Feira dia 22/06/10

    10h ‘as 11h e 14h ‘as 15h

    Teatro do SESC

    “Quatro Quadros”

    Local : Varanda externa

    16:00

    Apresentação do Grupo de teatral do Colégio Estadual Luiz Carlos da Vila.
    coordenador: Anderson Núcleo de Cultura do C.L.Carlos da Vila
    local :Hall Cine Teatro

    18:00

    Música Popular e Chorinho
    com: Renato Coelho e Marcelo Kara
    coordenador: Renato Coelho.
    local: 2º piso em frente o Salão de Leitura.

    Quarta Feira 23/06/10

    14:00
    Escola Portátil de Música

    Com apresentação de choro.
    coordenando Maria.
    Local: Varanda externa da Biblioteca em frente a Sala meu Bairro.

    17:00
    Apresentação da orquestra de sopro de Manguinhos
    Local: Varanda externa da Biblioteca em frente a Sala meu Bairro.

    18:00 – filme “Uns Braços ” de Jom Tob Azulay – com a presença do cineasta – Sala Meu Bairro.

    18:30 Mesa Redonda.

    “Literatura e Mulher na Sociedade Machadiana.”

    compondo a mesa:

    _ Alexadre Faria- Doutor em letras PUC RIO e Professor na U.F.J.F,em Literatura Brasileira.
    _ Heloisa da Silva Vieira-Mestre em Língua e literatura-membro da União das Mulheres do Brasil
    _ José Carlos Madureira -Sociólogo e Historiador
    _ Reinaldo Sant´ana- Professor de Teatro e Antropologo

    Mediadora : Anelise Ramos – membro do CEDIM / Casa da Mulher
    Local : Sala meu Bairro

    Quinta Feira 24/06/10.

    18:00

    Apresentação do Grupo de Teatro do Colégio Luiz Carlos da Vila.
    Local: área externa – Praça

    SEXTA FEIRA 25/06/10

    15 :00

    Mostra da obra de Machado de Assis adaptada para o cinema em exibição continua nos televisores do espaço multimídia da Biblioteca.

    18:00h – Filme de Helena Lustosa : ” Entre Santos” – com a presença da cineasta e de Jom Tob Azulay
    Sala Meu Bairro

    Sábado 26/06/10

    18:00

    Apresentação Musical com o sexteto da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro.
    Local: Hall Cine Teatro

    19:00
    Apresentação do Pré Vestibular Comunitário de Manguinhos -Velando Machado a luz de vela em um cenário fúnebre de velório terminando em choro.(chorinho do Renato em solo)
    Local.Varanda superior.

  7. eu estudo na escla compostor luiz carlos da vila e quando da eu vou na biblioteca e é muito legal é e muito diciplinado é pode ir quem quiser,pode ver filme,mecher na intenet,ler livros e os livros q tem lá são muito bom…

  8. um projeto de inclusao social maravilhoso, inteligente, concreto, uma visibilidade de umconceito de justiça social que se concretiza em um espaço em que a criatividade humana pode graciosamente se expressar- quando visitei num domingo ensolarado a Biblioteca de MANGUINHOS PUDE SENTIR A FORÇA GENEROSA DE UMA POLÍTICA EDUCACIONAL JUSTA E SOBERANA NO NOSSO PAÍS- TAMBÉM BRASIL, PÁTRIA LINDA GENTIL.

  9. Acompanhei a construção desta BPM desde que começou a reforma, eu a vi quando ainda era um antigo armazém, apostei que seria um avanço tê-la neste espaço. Hoje frequento-a com o orgulho de ser moradora. Isso basta, educação sem acesso a cultura não é educação é adestramento.

  10. Bom dia!!
    Estive no mês de Outubro na Biblioteca de Manguinhos e achei muito interessante o trabalho de todos vocês.
    Todos estão de parabéns!!

  11. Adorei a biblioteca. Conheço só por fotos. Estou organizando uma visita com a turma do curso de dinamização em salas de leitura.
    Sou do município de Silva Jardim.
    Parabéns pelo lindo projeto.

  12. Eu estou muitíssimo contente em poder visitar diariamente a BP/Manguinhos.Na realidade o acervo é altamente diversificado em várias áreas de conhecimento, a logística em tecnologia da informação é de primeiro mundo, os funcionários de modo generalizado estão bem preparados tanto em termos laborais quanto em formações acadêmicas, pois a sua maioria com formação superior completa ou em curso.Vejo obras literárias de vários países, a saber: França, Rússia, Espanha, Brasil, Angola, Moçambique etc.Na realidade o caminho bem sucedido é este, os governantes cariocas neste ponto acertaram o alvo que infelizmente são os menos abastados economicamente e também socialmente.Relembrando que na Feira Internacional de 2011 em Parati, o escritor homenageado será Oswald de Andrade e para parabenizá-lo,ainda que, postumamente repito um pensamento ideológico escrito por ele: “O papel impresso vale mais que as metralhadoras”.Aquele abraço leitores do Complexo de Manguinhos.

  13. Olá para todos acredito que a colocação do nosso colega Caruso tem sentido, pelo fato de que não adianta Escola se o aluno não pode ter acesso as Bibliografias clássicas e Contemporâneas. Precisamos avançar no ponto de vista de que a Escola é essencial para a transformação da sociedade, socialização, interação, aprendizado, ligação entre a teoria e a prática. Mas não podemos deixar de rever que a Língua materna sofre transformação ao longo da sociedade e por isso precisamos estar conectados com os livros de diversos gêneros, afinal, o que prevalece é a prática da leitura, sendo ela prazerosa, acolhedora, atrativa para que a Escola possa concretizar o seu fim que é um cidadão crítico e reflexivo.

  14. Fiquei muito emocionada ao visitar a Bibioteca Parque Manguinhos, a ponto de quase chorar de alegria. Tantas e tantas vezes tenho reclamado do descaso, da falta de vontade política, da falta de investimento na educação, quando finalmente me deparo com esta inciativa: um espaço super agradável e aconchegante dedicado à cultura, acessível a uma população carente, com um horário de funcioamento ótimo, espaço físico excelente, profissionais competentes e dedicados.
    Claro que só isso não resolve, que só de bibliotecas públicas são necessárias muitas mais no município, estado, país. Mas, sem dúvida, é uma grande e linda luz no fim do túnel.

  15. Não fui, mas passo todo dia perto e acredito que seja um oasis no deserto pois não fica a menos de 100 metros da cracolândia e 150 da favela da CCPL. Lindo projeto somente esqueceram da segurança no entorno e das pessoas que vivem próximo em condições precárias ou a escola e biblioteca lindas de morrer vão mudar isso. Me digam como? Bem próprio de políticos, Faço isso para ganhar uns votos e fecho os olhos para esses infelizes aqui do lado.

  16. Qué bueno saber que este tipo de proyectos se realizan en otros países, yo trabajo en los Parques biblioteca de la ciudad de Medellín y me encantaría conocer mucho más de la experiencia de la biblioteca parque de Manguihnos.

  17. Estimados, soy Julia, bibliotecaria chilena.
    Les cuento que estoy haciendo una estadía en Brasil, financiada por una beca otorgada por el Consejo de la Cultura de Chile. Mi labor principal consiste en realizar una pasantia en una asociación llamada Vagalume, que desarrolla Bibliotecas comunitarias en la Amazonia. Hace una semana ya estuve en la Amazonia en el área de Barcelos, durante 1 semana, y ahora ya estoy de vuelta en Sao Paulo. Le escribo porque además de trabajar con la ONG, quisiera conocer el sistema de bibliotecas que se desarrolla en Sao Paulo, y ver si usted tiene alguna disponibilidad para recibirme e intercambiar experiencias.

    Agradecida y a la espera de alguna respuesta.

    Le saluda,

    Julia Sánchez Viveros.
    Bibliotecaria
    Jefa Sala Prensa y Referencia, Sala +18
    Biblioteca de Santiago
    http://www.bibliotecadesantiago.cl
    jsanchez@bibliotecadesantiago.cl
    F.3282018-3282019

Deixe uma resposta