Biblio-quê?

O que faz um bibliotecário(a)?

Desde que eu entrei no curso de biblioteconomia dezenas, centenas de pessoas me perguntaram o que exatamente eu faço. Eu sou bibliotecário de referência em uma biblioteca acadêmica, hoje tenho até uma resposta pronta, que é algo como “eu ajudo a encontrar artigos que você não encontra no Portal Capes” ou que a biblioteconomia é “organização para recuperação”. De qualquer forma, acho um pouco difícil articular sobre o que eu faço.

O que você diz quando te perguntam sobre o que é ou o que você faz no seu trabalho?

“Eu sou o que o Google quer ser quando crescer” 😀

utilizem a hashtag #biblioque no twitter

48 pensamentos em “Biblio-quê?”

  1. Para o povo da pós eu tenho duas:
    1. Sou a pessoa pra quem você vai dizer, putz, você salvou minha vida; e
    2. Meu trabalho vai me colocar nos agradecimentos da sua tese.
    É, nossa auto-estima é boa mesmo.

    Bj!

  2. Acho que o bibliotecário deva ser um filtro que disponibiliza a informação de acordo com as necessidades do cliente. Não um filtro censor, mas um filtro que entregue tudo que o cliente queira sem colocar seu julgamento sobre o que é melhor em prática, a não ser que isto seja solicitado.

    Na verdade o bibliotecário tende a ser o bibliotecário de referencia. Cada vez mais é possível não catalogar, não indexar. Como disse David no seminário tudo é metadado, não é? Pode-se que não seja tudo! que o bibliotecário tenha que interferir aqui ou ali, mas acho que o up da profissão possa a vir estar na saída da informação.

    Se os livros acabarem? Um livro digital pode ser recuperado por suas palavras! E os websites? São elementos que devem ser arquivados e está sendo feito por bibliotecas nacionais em vários países. No início aplicavam tags aos websites mas depois viram que o volume de informação era grande demais e começou a tornar isto inviável.

    Ah, o bibliotecário deixará de indexar? Não, acho que não, mas se o documento já pode vir com a informação indexada este processo de trabalho poderá sofrer uma baixa.

    Voltando a dizer… vejo o bibliotecário como um bibliotecário de referencia aprimorado e um divulgador informacional. De certa maneira poderemos virar pesquisadores que conhecem as coleções.

    Acho que é por ai… o processamento técnico estaria em baixa…

  3. Eu amplio as possibilidades de acesso a informação. Oriento pesquisas em bases de dados, especialmente no portal Capes; dou visibilidade aos artigos de periódicos através da indexação, além de indicar outras fontes de informação extra-bibliotecas.

  4. Acrescentado, além de um bibliotecário de referência/pesquisador, acho que o futuro também estará na disseminação. Motivo: com o volume de quem vai se aventurar a querer buscar a melhor informação? Uso o filtro, o o bibliotecário, que na prática deverá ser um grande conhecedor de alguns blocos de informação, onde encontrar determinada informação. Enfim, seria a volta ao passado onde o bibliotecário era grande conhecedor de seu acervo, mas agora especializado em blocos de informação. Até o momento acho isto, mas depende de como as coisas irão ocorrer. Como sempre, em uma questão como esta muito será palpite

  5. Ola …
    Costumo dizer que sou o elo entre a informação e o usuário, aquele que não necessariamente sabe de tudo, mas que pode te mostrar o caminho das pedras. Mas é tão complicado falar o que a gente faz para pessoas que não conheçe nossa profissão. Em fim … tento divulgar o maximo essa belissima profissão que todo dia agradeço a Deus por ter colocado na minha vida.

  6. Eu digo que sou responsável pela gestão da produção científica e do repositório institucional…além de atuar como facilitador no acesso à informação / conhecimento!

  7. As pessoas querem respostas curtas. Costumo dizer “Os bibliotecários organizam e estruturam informação”. Depois detalho, dizendo que trabalhamos com livros e outros impressos e agora com informação digital. E numa terceira fase, falo que nosso trabalho cobre um leque amplo, dependendo de onde trabalhamos e que isto vai desde gerenciar bibliotecas até criar estruturas para sites. Não uso nenhum jargão. Dependendo do interesse do interlocutor, a conversa acaba logo na primeira explicação ou rende longos papos sobre as experiências de bibliotecários nos mais diferentes ambientes.

  8. Eu digo que trabalho com informação e organizo o Conhecimento. Não entro em pormenores técnicos porque podem levar a outras perguntas. Saudações desde Portugal.
    Continuem o bom trabalho.

    Rui

  9. o que vc é não pode ser (con)fundido com quem de fato és. Me perguntam: está trabalhando? O q vc faz? Tomam isso como paradoxo comparativo para análise que define quem tu és. Lamento por vcs, quão limitados são…

  10. Estou querendo fazer esse curso e vejo muitos elogios, quero me aprofundar nessa pesquisa para saber o que um profissional nessa área faz realmente, se vale a pena. Gostei do blog.

  11. Eu cuido da biblioteca. Trabalho em biblioteca escolar. As pessoas acham que sou pedagoga, professora… Digo que sou bibliotecária formada. Fiz faculdade para ser bibliotecária.
    Os professores, alunos ou pais ficam chocados. Tem que fazer faculdade para trabalhar em biblioteca? Tenho que informar para essas pessoas que nem todo mundo que trabalha em biblioteca é bibliotecário. Assim como nem todos que trabalham em farmácia são farmacêuticos, assim como nem todos que se vestem de branco e usam jaleco no hospital são enfermeiros ou médicos.

Deixe uma resposta