A imagem do profissional bibliotecário

Eu adoro ver essas representações profissionais e adoro mais quando as pessoas freak out quando alguém não sabe bem, exatamente, o que um bibliotecário faz da vida.

Se me perguntarem o que um médico faz, eu direi que ele ajuda doentes a ficarem sãos; se perguntarem o que um advogado faz, eu direi que ele defende interesses dos clientes; se perguntarem o que um astrônomo faz, direi que ele observa estrelas; se me perguntarem o que um biólogo faz, direi que ele lida com bichos e plantas; e por aí vai. É lógico que as pessoas da classe vão dizer que fazem muito mais do que a minha descrição é capaz de sugerir, mesmo que ela seja similar à maioria das pessoas leigas. O ponto é que, da mesma forma que eu não sei minuciosamente o que de fato faz 99% dos profissionais e suas respectivas profissões, não sei por que as pessoas se sentem obrigadas a ficar explicando nos mínimos detalhes o que é ser bibliotecário, e pior, se sentem ofendidas quando as pessoas não sabem o que um bibliotecário faz da vida.

Sério, o que vocês sabiam de biblioteconomia antes de entrar no curso?

Quando eu recebo aqueles emails com petições contra a rede globo ou qualquer outra emissora ou apresentador ou etc que tenha citado erroneamente a profissão ou ofendido em alguma circunstância a classe profissional eu faço o seguinte: report spam.

Agora vamos ser felizes e rir um pouquinho, sem vergonha alheia de nós mesmos:

—–

Para saber mais, tem três trabalhos legais do ano passado:

A imagem do profissional bibliotecário na literatura de ficção

A imagem do bibliotecário no cinema: ficção ou realidade?

O estereótipo do bibliotecário no cinema

e os meus, de anos atrás

Esterótipo dos bibliotecários

Veja outras apresentações do Moreno

#fikdik para a próxima pessoa que quiser escrever sobre a representação do profisisonal bibliotecário, que utilize apenas referências da mídia brasileira. Seria bem legal fazer esse levantamento.

33 pensamentos em “A imagem do profissional bibliotecário”

  1. O que me deixa instigado é o seguinte. A técnica da Biblioteconomia é algo que poderia ser ensinado em, sei lá, 6 meses em um curso decente. O resto da formação “superior” envolve cultura, gestão, política e etc.

    Será que cerca de 4 anos lendo, estudando, escrevendo trabalhos, falando da importância dos livros não é o suficiente para um ser humano ter uma bagagem mínima para compreender algumas coisas?

  2. Sempre vai ter uma galera pra se revoltar e dizer que ‘tão denegrindo’ a imagem do profissional e etc. Mas o que não entendem é que são os profissionais que queimam o próprio filme por talvez não gostarem do que fazem, etc. Ou talvez o lance seja outro como “a palavra ‘bibliotecário/biblioteconomia’ seja antiquada (velha) demais e não deva mais existir” e mimimi.

    Tb não ligo quando não sabem. Na verdade, fiquei até espantada quando uma vez em uma conversa, um amigo do meu pai não só sabia o que era, como também conversou comigo sobre como um bibliotecário competente que ele contratou transformou a empresa dele.

    Mas as histórias de gente que SABE o que é biblio ou o que faz um bibliotecário, não são tão legais. Talvez por serem raras, mesmo.

    P.s.: Eu ri do palmface tímido do Átila e achei engraçado qdo as véias aplaudiram o Tailan ganhando.

  3. Ai como vocês gostam de bater na mesma tecla… Vocês ainda não sabem que o bibliotecário gere, cataloga e junta? Vamos aprender mais galera!

  4. “só”….vergonha alheia? acho que fikdik para que todos que estão nesse meio façam uma breve “reflequissão” sobre o que faz em seu ambiente de trabalho e não tentar definir ou explicar o que ta escrito na ementa do curso…

    1. É que como só temos na prática um semestre de curso de biblioteconomia, e o restante estudamos o que refere a cultura, gestão, política e etc, fica difícil guardar o que é que na verdade fazemos.

      Não dá pra guardar sempre o que está escrito nas ementas, não consigo decorar nem as falas do filme mudo do Chaplin vou lá conseguir gravar uma ementa de uma disciplina?

      1. Ainda tem o agravante que tem gente que faz um curso de quatro anos em seis, sete anos… Até dez anos né?
        Se fizéssemos um curso que vale na verdade a pena daria pra graduar, fazer mestrado e ainda um doutorado… Que mágico!

  5. Essa discussão é sempre mais do mesmo. Só sair alguma coisa com algum estereótipo de bibliotecário que todo mundo se revolta. Ano passado foi a Veja (não que eu considere uma revista a se levar a sério), mas até carta o Sinbiesp fez contra a revista pedindo retratação, o Sindicato deveria mto mais estar preocupado em defender os interesses dos bibliotecários do que querer comprar briga com uma revista um tanto quanto mediocre! Esse ano é Angélica pq ela não soube falar o nome do curso ¬¬

    1. O Sindicato quer lutar pelo direito da gente poder usar coque e roupas longas e termos curso de 4 anos sendo que só um semestre é o de biblioteconomia. Gentchy não dá pra poder sobrecarrega-los.

  6. Ninguém precisa saber falar o que é… Quem é competente, faz. E é assim que a gente demonstra a que veio.

    Fique surpresa uma vez que um amigo do meu pai, do interior do MS, me disse que não só sabia o que era biblioteconomia, mas me contou como um bibliotecário que ele contratou transformou a empresa de logística dele. Mas né… Essas histórias de gente que sabe do que os bibliotecários são capazes não são tão interessantes… Talvez por serem muito raras.

    É mais legal mudar o nome de biblio pra gestão ou pra qualquer coisa mais “modernosa” pra né, ficar mais bonito.. mais interessante… etc.

    A propósito, curti o facepalm de timidez o Átila e achei engraçada as véia aplaudindo o Tailan.

  7. A Angélica só precisa participar do soletrando, e ela é deeeva não precisa aprender a falar biblioteconomia, afinal ela nunca pisará numa biblioteca!
    Pior é um estudante não saber fazer uma descrição sucinta do seu próprio curso.
    Ele não será um bibliotecário de sucesso #prontofalei

    1. Ucê memo é otra metida a jurnalista curt so pra num se parece com bototecaria, fica ai iscrevenu difici, tentanu interpreta coisa de diva, mai fala a verdadi, ja guardo ô num guardo livro na estanti?

  8. Mas ó… eu acho, que poderiamos aproveitar um semestre do nosso curso, pra gente aprender a elaborar uma boa resposta pra quem pergunta o que alguém que faz biblioteconomia faz…rs
    Sempre é: “humm, bom, então, a gnt gere informação, e blatusbarasti quisocihona, entendeu ?”

    =P

  9. Já fiquei um pouco chateada por desconhecerem minha profissão. Hoje não mais…acho que quando reconhecemos nosso valor e começamos a receber um feedback sobre nossa atuação isso acaba. Quando alguém pede para eu explicar o que faz um bibliotecário eu fico feliz, pois tenho a possibilidade de mostrar uma visão abrangente da nossa profissão. Vocês já ouviram a piada feita sobre o dia do bibliotecário no programa da Rádio Atlântida, Pretinho Básico? Segue o link:

  10. Pq num liberÔ? O que faz o profissional bibliotecário, se for muié estuda 4 ano prá guardá livro na estante, se for home, estuda 4 ano pq não conseguiu entra em outra facul. depois que se forma fica metido a home de negócio, a evangelisadô de num sei o que, e fala o que ninguem intende prá parece inteligenti

  11. Na biblioteca onde eu trabalho,que se insere em um Sistema de Bibliotecas, na qual há um número adequado de profissionais bibliotecários, todos com pós graduação, NUNCA guardei um livro sequer. A nossa função transcende esta atividade, sem menosprezar todos os auxiliares que organizam as estantes de livros da minha e de todas as outras bibliotecas ou locais com atividades afins,função fundamental para recuperação e acesso à informação.

  12. Us medico, advogado num perde tempo pensando nu que faiz, trabaia pra ganhá dinhero, bora trabaiá que seis tão sem te o que fazê e fica pensandu dimais

  13. Hehehehhe queria ver o entrevistado explicar o que é e o que faz um bioconsultor,esse é mais dificil que bilbliobiltecário

  14. a carmem tá certa, tem tamem aqueles que num guarda livro na istanti mais insina os outro a guardá, quenem ela

  15. Que a Angélica não conhece o curso e mal sabe dizer o nome não me surpreende – o que esperar de alguém que mal sabe fritar um ovo? Porém, não é só ela, a sociedade como um todo ou não conhece, ou tem uma visão distorcida da profissão (aquela velha imagem da senhora bibliotecária pedindo silêncio, que foi levada ao extremo neste curta-metragem que tempos atrás participou de vários festivais de cinema http://www.youtube.comwatch?v=f0H0rkpRwnk). Mas é, quem disse que a culpa é daqueles que fazem o curso sem gostar acertou, mas acho que os currículos antiquados das faculdades também contribuem para a má formação e para a consequente má atuação do profissional.

  16. Olha gostei da parte: Sério, o que vocês sabiam de biblioteconomia antes de entrar no curso?//// só mentindo mesmo para dizer que sabia hahahahahahahahahahahahaa

  17. Kamagra und andere generische Produkte finden Sie im KamagraShop.net (http://kamagrashop.net/). Nur originale Ware der Firma Ajanata aus Indien, Versand sicher und diekret aus der EU. Nur bei uns gibt es jeden Monat ein absolutes Topangebot! Und wir sprechen Deutsch, nehmen Sie Kontakt mit uns auf, wenn Sie eine Frage haben

Deixe uma resposta