O presente é dos pragmáticos, o futuro é dos utópicos…

É com esta frase que Felipe Leal, Bibliotecário do Município de Oeiras em Portugal, terminou sua apresentação durante o II Fórum de Bibliotecas Públicas (evento que ocorreu em paralelo com o CBBD). Eu fico muito feliz pelo blog Bibliotecários sem Fronteiras ter ajudado, mesmo que só com um empurrãozinho, que essa apresentação acontecesse (Ajudamos o Felipe a entrar em contato com a Professora Elisa Machado). Foram quase 2 horas que me deixaram com uma sensação boa de que a construção de um futuro melhor é possível para as bibliotecas do nosso país.
Ele nos apresentou um histórico das politicas adotadas pelas Bibliotecas de Portugal para a constituição de sua rede nacional de bibliotecas. Podemos aprender muito com as politicas adotadas lá para constituirmos a nossa política para as bibliotecas públicas. Por sorte, essa palestra foi mediada pelo SNBP.
E ele gentilmente nos enviou a apresentação para que eu pudesse compartilhá-la aqui no blog. E ainda compartilho com vocês dois artigos que ele nos enviou.

A apresentação tem 9,4 Mb, clique com o segundo botão e escolha “Salvar como…”

E os artigos:

Bibliotecas públicas: bibliotecas para o público algumas notas para uma reflexão estratégica sobre as bibliotecas públicas

Do mundo fechado ao universo infinito: as tecnologias da informação nas bibliotecas públicas portuguesas

5 pensamentos em “O presente é dos pragmáticos, o futuro é dos utópicos…”

  1. Olá Tiago!
    Você é o menino que conheci por meio da Geyse de Manaus?

    Poxa,sou super seguidora do blog de vocês!

    E talvez por afinidade também adorei a apresentação do Filipe e fiz um comentário sobre ele em meu blog. Será que posso postar os textos que você disponibilizou aqui e a apresentação? Um forte abraço!

  2. Acabo de ler o artigo do Felipe sobre bibliotecas para o público e achei sensacional a análise dele da situação das bcas públicas em Portugal. Infelizmente, me parece que enfrentamos o mesmo problema aqui no Brasil e dificilmente alguém escreve sobre isso.
    Ótimo compartilhar isto no BFS!
    Abs,

  3. Os meus sinceros agradecimentos ao BSF por permitir a nos bibliotecarios agentes das causas envolvendo as bib. Publicas a oportunidade de atualizar nossos conhecimentos.

Deixe uma resposta