Indicadores em Bibliotecas Públicas Municipais

Uma dos grandes desafios que vejo para as bibliotecas públicas é criar indicadores padronizados para a mensuração de nossos serviços. A padronização de indicadores nos dá a oportunidade de compararmos os nossos serviços de modo a permitir o Benchmarking de nossas atividades. A idéia deste post é discutir com você alguns dados que já levantei sobre indicadores e incluir nesses dados os que forem indicados durante a discussão.

Os dados inicialmente levantados foram:

DADOS DEMOGRÁFICOS:

Total da população potencial a ser atendida: Número de habitantes que o município / bairro / comunidade que a biblioteca pretende atender.
Número de estudantes nesta comunidade: Número de estudantes frequentando as escolas da região, se houver.
Área atendida: Em km2
Transporte público

INSTALAÇÕES E ATENDIMENTO:

Área física: Em m2
Composição da área física: Descrição da quantidade de ambientes e de sua finalidade.
Horário de atendimento

EQUIPE:

Quantidade total de funcionários
Distribuição de funcionários por função
Formação dos funcionários

RECURSOS FINANCEIROS:

Orçamento pŕoprio: Caso possua.
Orçamento do orgão responsável pela biblioteca: Preferência por indicar a conta mais próxima dos gastos exclusivos da biblioteca.
Outras formas de captação de recursos: Se houver

ACERVO:

Títulos: Quantidade de títulos únicos no acervo
Exemplares: Quantidade total de exemplares no acervo
Idade média do acervo: Média entre a data de publicação. Considerar a data da edição.
Exemplares por localização:Distribuição dos exemplares por localização (ex. Acervo classificado, referência, acervo infantil, etc.)
Exemplares por classificação: Distribuição dos exemplares por classificação.
Distribuição por tipo de material: Livros, DVS, CDs, Brinquedos, etc.
Assinaturas ativas de periódicos: Quantidades de assinaturas vigentes de periódicos.

FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES:

Quantidade de novos títulos e exemplares por ano
Exemplares por forma de aquisição: Doações x Aquisições.
Descarte e desbastamento: Quantidades de livros retirados do acervo.
Total de doações
Doações aproveitadas: Quantidade de doações aproveitadas pela biblioteca ou por outras instituições a ela vinculada.
Investimento financeiro: Valor investido na aquisição do acervo.
Tempo médio de processamento Média em dias entre a data que o livro chega na biblioteca e no qual é disponibizado ao público.

ACESSO

Computadores com acesso à internet: Quantidade de computadores com acesso à internet.

QUANTIDADE E PERFIL DOS USUÁRIOS:

Usuários cadastrados: Quantidade total de usuários cadastrados
Quantidade de usuários cadastrados nos últimos meses
Composição dos usuários: Separados de acordo com a classificação usada em cada biblioteca. (ex. Crianças (até 12 anos), Jovens (13 a 20 anos), Adultos (a partir de 21 anos), Funcionários, Professores, etc…

USO:

Frequência total
Frequência de internet
Frequência cultural
Frequência por tipo de usuário: Adulto / Infantil (de dificil mensuração)
Quantidade máxima de empréstimos por usuaŕio: Estipulada de acordo com o regulamento.
Quantidade de dias permitidos no empréstimo: De acordo com o regulamento.
Forma de punição: Suspensão / Multa
Quantidade total de empréstimos.
Obras mais emprestadas
Obras com a maior quantidade de reservas
Empréstimos por tipo de material.
Empréstimos por classificação.
Média de quantidade de obras por empréstimo.

ATIVIDADES CULTURAIS:

Quantidade de eventos culturais: (anual)
Distribuição das atividades culturais por tipo de evento
Frequência das atividades culturais por tipo de evento
Investimento financeiro nas atividades culturais

INFORMATIZAÇÂO:

Software utilizado: Caso possua
Está disponível online? Sim/Não
Endereço do OPAC na web: Caso possua

Principais referências consultadas:

INSTITUTO NACIONAL DO LIVRO. Dez mandamentos para a Biblioteca Pública ser útil ao Município. Brasília: INL, 1973.

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA DE SÂO PAULO. Formulário de atualização das informações referêntes às Bibliotecas Públicas do Estado de São Paulo – Dados 2009. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 2009.

PS. Se alguém tiver o primeiro formulário usado para o Cadastro Nacional de Bibliotecas Públicas do SNBP será bastante útil.

PS2. Sua contribuição será bem recebida. Contribua nos comentários. Este post será atualizado conforme acontecerem as discussões.

4 pensamentos em “Indicadores em Bibliotecas Públicas Municipais”

  1. Tiago, no fim do ano passado nós um grupo de bibliotecários aqui da região( Osasco) iniciamos esta discussão referente a indicadores e paramêtro pensando na metrica das avaliações das bibliotecas e afins…postamos neste link algumas considerações http://bibmais.wordpress.com/tag/avaliacao/
    é importante ampliarmos esta discussão gostaria de sua opinião

    abraços Marli

  2. Caros colegas,

    Aqui em Portugal a rede de bibliotecas públicas é gerida por um organismo chamado DGLAB (Direção do Livro, Arquivos e Bibliotecas) que anualmente envia às bibliotecas públicas um questionário. Este questionário segue a norma ISO 2789: Information and documentation – International library statistics. Vejam se interessa. Está disponível em: http://rcbp.dglb.pt/pt/ServProf/Estatistica/Documents/Questionario_2011.pdf

    Bom trabalho,

    Sérgio Mangas

  3. Gostariade agrdecer a postagem de notícias e documentos.Há 19 anos ajudamos a organizar Bibliotecas Públicas, Escolares e Comunitárias no município de Quixaba-PE. Em nossa região não há Bibliotecários com Graduação em Biblioteconomia. As Bibliotecas não têm internet. Há carência de capacitação para atendimento ao público.A página Bibliotecários sem Fronteiras tem ajudado muito!

  4. Tiago,

    Bacana sua colocação, um modelo de estatística perfeito, um forte subsídio para avaliação dos serviços.
    Valeu!
    Herbênia Gurgel
    Bibliotecária – Fortaleza-CE

Deixe uma resposta