15 dicas de livros para dar de presente a uma bibliotecária

Bibliotecária(o)s adoram ganhar livros e adoram ler livros sobre bibliotecas e bibliotecários. Se quiser presentear um bibliotecário nesse natal, sem errar, basta escolher um dos títulos abaixo:

A bibliotecária: Logan Belle: Record

bibliotecaria

A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária.

O bibliotecário do imperador: Marco Lucchesi: Globo

bibliotecario

Frequentador, pesquisador e curador de importantes exposições sobre o acervo da Biblioteca Nacional, o escritor homenageia a instituição e faz uma declaração de amor a todos os bibliófilos e leitores em O bibliotecário do imperador. Seu personagem é Ignácio Augusto Cesar Raposo, bibliotecário de dom Pedro II. Este homem real, que foi testemunha dos bastidores do Palácio de Petrópolis e da Corte no Rio de Janeiro, é usado pelo autor como um fio-condutor, para que ele apresente as alterações no tabuleiro de poder e na vida cotidiana do Rio de Janeiro a partir da Proclamação da República.

Bibliotecária pós-moderna: Dulce Baptista: Thesaurus

bibliotecaria moderna

A obra conta a história de uma bibliotecária e suas passagens de vida na profissão. Suave como o vôo da borboleta na tundra siberiana que afeta toda a estrutura do Planeta, Dulce transmite por meio de suas impressões a impressão de que as fichas catalográficas e todos os demais registros técnicos de seus afazeres não passavam de suportes materiais de leitura do mundo, tais como as cartas estão para as cartomantes e as moedas chinesas furadas ao meio estão para os intérpretes do I Ching.

O amor às bibliotecas: Jean Marie Goulemot: Unesp

amor biblioteca

O professor Jean Marie Goulemot é um ávido leitor e também um grande frequentador de bibliotecas. Assim, nesta obra praticamente autobiográfica, que remonta às suas principais lembranças, ele nos relata suas andanças por bibliotecas da França, Espanha e Estados Unidos. Traz, portanto, uma narrativa desses caminhos percorridos, mas também serve de mote para que debata sua visão romântica dessas instituições. Goulemot discute e defende a prática da leitura pública, dos espaços comunitários em que indivíduos com sede de conhecimento se reúnem para ler. Por isso critica, de certa forma, o uso da tecnologia nesses ambientes, que estaria criando um processo de distanciamento social diante da consulta a distância de livros. Com o intuito de cativar o leitor para levá-lo a locais de relação com o livro e com outros curiosos, este ensaio é um convite às bibliotecas em qualquer lugar do mundo.

O livro roubado: Flávio Carneiro: Rocco

o livro roubado

O livro roubado traz os jovens detetives André e Gordo na busca pela primeira edição de Histoires extraordinaires, coletânea de contos de Edgar Alan Poe que, reza a lenda, traz sorte a seu possuidor, e foi roubada da casa de um milionário.

Fantasmas na biblioteca: Jacques Bonnet: Civilização Brasileira

fantasmas na biblioteca

As bibliotecas são seres vivos à imagem da nossa complexidade interior, e compõem um labirinto do qual poderemos não conseguir sair. Na verdade, os milhares de páginas que ocupam as nossas estantes estão povoadas de fantasmas que, uma vez encontrados, nunca nos largarão. Um livro para quem gosta de livros. Para bibliotecários. Para livreiros. Leitores fanáticos que perseguem livros quando são perseguidos pela fome de ler. Para devoradores de livros que nunca desistem. Para todos os que acham que os fantasmas se escondem na biblioteca.

Além da biblioteca: Jorge Schwartz: Imprensa Oficial

biblioteca

O livro Além da Biblioteca reúne obras que encontram sua configuração ideal no livro, evidenciando dois aspectos objeto: sua forma e seu conteúdo funcional. Os trabalhos apresentados levantam especificidades formais do livro, que não deve ser visto como mero objeto, e sim como uma seqüência de espaços, na definição de Ulises Carrión. As obras expostas aqui exploram a espacialidade do livro com a naturalidade de quem pertence ao universo criado por esse objeto, que é ao mesmo tempo mundano e enigmático. Este livro apresenta o atlas geográfico, o álbum de figurinhas, o dicionário, a enciclopédia, o romance, o caderno de desenho, o caderno de partitura, o livro de poesia, etc. Ao lançar um olhar sobre obras de arte que são livros, Além da Biblioteca disponibiliza ao público um recorte significativo da produção de arte contemporânea, respeitando as necessidades expositivas peculiares do livro de artista.

A biblioteca perdida do alquimista: Marcello Simoni: Jangada

biblioteca alquimista

A Biblioteca Perdida do Alquimista é o segundo livro da trilogia medieval protagonizada pelo mercador Ignazio de Toledo.Primavera de 1227. A rainha de Castela desaparece de forma misteriosa. Estranhos boatos correm pelo reino e alguns sugerem até uma intervenção do maligno. Ignazio de Toledo é convocado por Fernando III, o Santo, à sua corte e incumbe o mercador de relíquias de procurar a rainha, presumivelmente sequestrada pelo conde de Nigredo, um alquimista. Em Córdova, para onde foi convocado, Ignazio encontra um velho magister que lhe fala de um livro que todos procuram e que poderá fornecer-lhe indícios sobre o sucedido. Mas no dia seguinte o velho magister é encontrado morto, envenenado…

Bibliotecas do Mundo: Daniela Chindler: Casa da Palavra

bibliotecas do mundo

Conheça a história de bibliotecas clássicas, modernas, exóticas e até daquelas que sobreviveram à guerra, neste livro, elas são contadas por personagens de conto de fadas, animais falantes, filósofos da Antiguidade e bibliotecários, que viveram essas aventuras pessoalmente. Em forma de conto, são ilustradas por grandes artistas, de traço e estilo variados, ampliando o universo da escrita e da imagem sobre os mais diversos lugares e épocas.

Biblioteca???: Uma Biblioteca Pode Fazer Milagres: Lorenz Pauli:: Brinque-Book

biblioteca rato

O pequeno rato é o alvo da raposa. Ele corre o mais rápido que pode e passa por lugares apertados na tentativa de fugir, mas a raposa continua a sua caça. O rato descobre sua salvação em uma biblioteca, repleta de livros com histórias e novidades, onde apresenta um mundo muito maior à raposa. Ela nunca tinha ouvido falar daquilo: “bibioteca???”. E logo esquece o rato para se aventurar num novo desafio: aprender a ler.

Biblioteca escolar – Conhecimentos que sustentam a prática: Bernadete Campello: Autêntica

biblioteca escolar

Esta obra contribui para que bibliotecários e educadores estabeleçam e aperfeiçoem práticas que tornem a biblioteca também um espaço de aprendizagem. Mostra que uma prática baseada em evidências, ou seja, embasada em resultados de pesquisas sobre bibliotecas escolares e a subsequente reflexão sobre eles, pode proporcionar ideias inovadoras que apurem as práticas educativas de bibliotecários. E quem sabe, assim, essas ideias inspirem os profissionais a investigar a realidade da biblioteca escolar no Brasil, descobrindo novas evidências que permitam ampliar o seu papel educativo.

Biblioteca escolar hoje: Glòria Durban Roca: Penso

biblioteca escola

A obra descreve a biblioteca escolar como um recurso educativo imprescindível para a promoção da cultura escrita e o desenvolvimento das competências básicas. Aborda a necessidade de a biblioteca participar das ações estratégicas para incentivar e dar apoio às situações de aprendizagem que requerem o uso de materiais (impressos e digitais) e de auxiliar efetivamente no desenvolvimento pedagógico. O livro apresenta ainda um modelo útil e realista para a implantação da biblioteca no sistema educacional.

Destaques da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin: José Mindlin: EdUSP

brasiliana mindlin

A difícil tarefa foi a de selecionar entre o vastíssimo acervo as obras que merecem o destaque não só por sua raridade, mas que abordam fatos singulares e de grande valor para a cultura brasileira. Os textos apresentam as principais vertentes da coleção, e são acompanhados de imagens das páginas de rosto e de curiosidades das obras, trazendo também comentários do bibliófilo discorrendo sobre suas particularidades e a história de suas aquisições.

Para a Tão Falada Biblioteca José e Guita Mindlin: Lúcia Mindlin Loeb: EdUSP

tao falada biblio

A Biblioteca de José e Guita Mindlin reúne raridades bibliográficas que já foram comentadas e descritas em outras ocasiões, mas um pormenor das edições ainda não havia sido destacado – as dedicatórias de seus autores. As dedicatórias que compõem este livro foram selecionadas de alguns exemplares pertencentes ao acervo da Biblioteca e pertencem a autores como Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Melo Neto, Antonio Candido, Renina Katz, Raquel de Queiroz, Manuel Bandeira e muitos outros.

Assassinato na biblioteca: Helena Gomes: Rocco

assassinato biblioteca

A bibliotecária do tradicional Colégio Santa Maria, em Santos, é assassinada na manhã em que o desajustado Igor se escondeu na biblioteca para matar aula. Cabe agora a ele descobrir o assassino nesta trama de suspense, reviravoltas e novos assassinatos, que estão ligados a um crime ocorrido há quase 40 anos, durante a ditadura militar. Este é o mote do lançamento “Assassinato na biblioteca”, de Helena Gomes

26 pensamentos em “15 dicas de livros para dar de presente a uma bibliotecária”

  1. Eu retiraria o primeiro! É só mais um livro daquela linha hot reinaugurada pelo “50 tons de cinza”. Sem preconceitos: é um romance erótico com baixa qualidade literária!

  2. Excelente seleção. Eu acrescentaria “Dewey: Um gato entre livros”, pois além de relatar a história do bichano, é a real história e evolução da Biblioteca Pública da cidade de Spencer – Iowa – EUA…é muito legal, é apaixonante pra quem gosta de gatos, livros, bibliotecas e afins!

  3. Ótima lista, adorei!
    Eu acrescentaria o título “A conturbada história das Bibliotecas” de Matthew Battles.

  4. Adorei as sugestões, vou guardar está lista, mas vou sugerir também um livro que na minha opinião todo bibliotecário e também educadores deveriam ler, o livro do Daniel Penac: Como um romance, um ensaio sobre a leitura.

  5. Parabéns pela lista, mas sugiro à incorporação dela, o livro dedicado ao símbolo das Bibliotecas Brasileiras e ao trabalho dos bibliotecários.
    “A LONGA VIAGEM DA BIBLIOTECA DOS REIS – Do terremoto de Lisboa à Independência do Brasil”
    Lilia Moritz Schwarcz e Angela Marques da Costa e Paulo Cesar de Azevedo

  6. Gente, com todo respeito, mas não é porque a pessoa é bibliotecária que ela tem/quer ganhar livro com palavra “biblioteca” e “bibliotecária/o”. Tudo bem se fosse uma seleção boa, mas começa com “A bibliotecária”. Queremos livros bons apenas isso.

  7. Gostei muito das indicações, quero ler quase todos. Concordo com o Sergio Mangas o título da reportagem deveria ser 15 dicas de livros para dar de presente aos bibliotecários, pois assim contemplaria ambos os sexos.

  8. Eu tiraria o livro “Biblioteca escolar hoje” ao mesmo tempo que autora apresenta propostas culturais e atividades a serem desempenhadas nas bibliotecas em muitos campos ela simplesmente diz que a atuação do bibliotecário escolar é dispensável e que um docente poderia realizar melhor o trabalho.

  9. Adorei as indicações, pretendo ler quase todos. Concordo e muito com o Sergio Mangas quando diz que o título da reportagem deveria ser 15 dicas de livros para dar de presente aos bibliotecários, pois assim contemplaria ambos os sexos. Mas, tirando isso, a materia ficou excelente!

Deixe uma resposta