Estudo de usuários utilizando formulários do google

Nada como um velho e bom estudo de usuários.

Todo bibliotecário que se preza deveria realizar periodicamente um estudo desse tipo, para visualizar os pontos fortes e fracos da biblioteca e o grau de satisfação e necessidades dos usuários.

Usuários são propensos a oferecer respostas sinceras e precisas, mas os bibliotecários por sua vez normalmente não estão dispostos a ouvir o que os usuários tem a dizer.

Entendo que muitos bibliotecários fujam dos estudos de usuários simplesmente porque se sentem ainda mais impotentes ao reconhecer suas fraquezas e serem inteiramente impossibilitados (por razões institucionais e financeiras, maioria das vezes) de sanar o menor dos problemas.

De qualquer modo, um estudo consistente serve de insumo para tomada de decisão firme pautada nos dados oferecidos pelos usuários. Esse dados servem como argumento na captação de recursos e direcionamento no atendimento às demandas.

E uma das maneiras mais simples de confeccionar um estudo é utilizar os formulários do google. Você encontra os questionários no google drive. Recomendo muitíssimo.

Certamente existem tutoriais e manuais de configuração das perguntas, facilmente encontrados em buscas no próprio google. Mas talvez o principal desafio na formulação do questionário é saber o que perguntar e que tipo de resposta você gostaria de ouvir.

Além dos dados demográficos que servem para definir o perfil do público, é interessante coletar dados que informem os interesses desse público, se é um grupo heterogêneo ou se é possível identificar um público alvo, quais são as reclamações mais recorrentes, quais as observações sobre os produtos e serviços oferecidos, dados de utilização do acervo, sobre as instalações físicas e tudo mais passível de análise e interferência.

Por exemplo, dados estatísticos gerados pelo sistema de automação podem indicar quais são os livros mais emprestados e reservados, mas só um questionário aberto pode reconhecer se esses materiais satisfazem a demanda dos usuários. No final das contas, a biblioteca consegue equilibrar dados quantitativos oferecidos automaticamente pelo sistema, com os dados qualitativos obtidos no estudo de usuários.

Existe bastante literatura sobre o assunto, e cada biblioteca saberá elaborar um estudo de acordo com sua especificidade.

O último estudo de usuários realizado na biblioteca onde trabalho foi confeccionado inteiramente no google forms, e depois de compartilhar com os colegas da rede da UFRJ, muitas pessoas se mostraram interessadas não só na aplicação do ferramental de coleta, mas também na própria metodologia de agrupamento de demandas e níveis de sentimento por parte dos respondentes.

Por isso, compartilho com vocês alguns dados e informações coletadas no google forms e que podem servir de inspiração para outros estudos. Gostaria muito de ver os questionários e resultados dos estudos de usuários de vocês.

aqui o link para o questionário
https://docs.google.com/forms/d/1eylC7G564Az

aqui o link para o resumo das respostas
https://docs.google.com/a/ct.ufrj.br/forms/d/1eylC7G564Az

aqui o link para as respostas processadas
https://www.dropbox.com/s/lps0c8520rku4tn/

aqui o link para os problemas apontados a partir das respostas abertas e soluções estratégicas propostas por nós
https://www.dropbox.com/s/47i11xgm6wnxdsy/ – PDF 8MB

4 pensamentos em “Estudo de usuários utilizando formulários do google”

  1. Caras colegas, acreditem que fiz um cuja a turma que faz parte da direção, nunca tiveram nem curiosidade, para saber o que foi apurado, utilizei o EPINFO.

Deixe uma resposta