Levantamento de dados de citações recebidas por periódicos da Ciência da Informação utilizando a base do Google Scholar

Dados puros não respondem nada, mas nos ajudam a conseguir fazer perguntas melhores. Certo dia descobri um software que permite com até certa facilidade coletar dados de citações recebidas por autor ou periódico no Google Scholar, este software é o Publish or Perish. Já tinha ficado intrigado com a pergunta do Moreno para saber se podíamos usar o Scholar para levantar dados e esse software caiu bem. O Google Scholar não é uma base completa ou totalmente confiável, como nenhuma é. Então os dados que foram levantados não respondem perguntas, mas apenas demonstram um retrato da base do Google Scholar na período em que coletei os dados. A própria criadora do software levanta algumas questões sobre o uso do Google Scholar como fonte, vale a pena dar uma lida.
A lógica da coleta utilizada foi a seguinte:
1 – Levantamento dos nomes dos periódicos de CI, usando como base o Qualis da CAPES e comparando com listas de periódicos de CI que existem na Internet.
2 – Consulta utilizando o software Publish or Perish usando como parâmetro o nome do periódico e quando tinha, sua variação de nome ou abreviatura.
3 – Copiar e colar os resultados em uma planilha do Google Drive, que está pública para quem quiser verificar esses dados.
4 – Criação de uma sheet consolidando todas as planilhas, filtrando neste consolidado apenas os trabalhos que receberam ao menos uma citação.
5 – Elaboração de consolidados estatísticos utilizando as tabelas dinâmicas do Excel e o Public Tableau, que é uma ferramenta muito interessante.

O resultado está hospedado de maneira dinâmica no Public Tableau (ATENÇÃO para as abas em cima das tabelas), clique na figura abaixo:

publictableau

Como iniciei o post, esses dados não trazem respostas, mas ajudam a levantar dúvidas que merecem, ai sim, um estudo detalhado para entender por que os resultados foram esses. Seria interessante levantarem perguntas nos comentários, talvez seja possível nos mobilizarmos para responder algumas delas…

Deixe uma resposta