Resenha: Um corpo na Biblioteca

Bibliotecário não pode ver um livro que fala sobre biblioteca que já fica doido para ler, não é mesmo? Então, foi assim que acabei comprando o ‘Um corpo na biblioteca’ da Agatha Christie.

Fiquei encantada com a possibilidade de um suspense daqueles bem pesados e cheio de reviravoltas se passando dentro de uma biblioteca, cheio de mistérios e livros. Pois bem, que engano! Nada disso aconteceu e de quebra ainda levei um livro cheio de problemas de impressão e edição. Como as editoras ainda são relapsas com essas coisas, não é mesmo? Na pressa do lançamento tenho visto muitos livros serem publicados com erros de digitação e edição. Acho isso muito feio e quase uma falta de respeito com o consumidor leitor, que vai pagar caro por aquele livro.

Enfim, deixo com vocês a resenha completa:

2 pensamentos em “Resenha: Um corpo na Biblioteca”

  1. Lembro que vi numa livraria e logo abri para ler as primeiras páginas. Mas quando vi que se tratava de uma biblioteca familiar, fiquei desestimulada. Por que não numa pública, universitária? Acredito que o suspense seria mais legal.

  2. O Caso dos 10 Negrinhos é meu livro favorito dela! Infelizmente – pra quem não gosta – os livros da Miss Marple são todos assim, ela é a velhinha fofoqueira mesmo. Meu investigador favorito dela é o Poirot, na verdade, gosto mais dele do que do Sherlock Holmes. Dentre os investigadores dela, também vale dar uma olhada em Tommy e Tupence, eles são um casal que trabalham mais ou menos com espionagem. M ou N dá uma boa introdução sobre eles, e é super fininho. Se você gosta de literatura policial, recomendo o livro “O que é Literatura Policial”, dá um super panorama e fala da importância de cada autor e o que cada um trouxe de novidade 😉

Deixe uma resposta