Altmetria à brasileira em 2016

Para fechar o ano, resolvi fazer um post recapitulando a produção científica sobre métricas alternativas no Brasil em 2016 (mas se você estiver de férias, recomendo que só leia isso em 2017).

2016 foi um ano bom para a altmetria.

As métricas alternativas deixaram de ser tão alternativas, com um aumento significativo no número de pesquisas publicadas sobre o assunto, a consolidação de serviços como Altmetric e Plum Analytics e, principalmente, com a publicação das recomendações de melhores práticas de uso da altmetria pela NISO.  E a altmetria ganhou até uma entrada (ainda que tímida) na Wikipedia em português.

No Brasil, tivemos uma boa safra de pesquisas sobre altmetria publicadas por autores brasileiros nesse ano, entre artigos, dissertações, livros e trabalhos apresentados em congressos. A lista não pretende ser completa, e se me esqueci de algum trabalho, fique à vontade para incluir nos comentários desse post.

ARAÚJO, Ronaldo, & FURNIVAL, Ariadne. (2016). Comunicação científica e atenção online: em busca de colégios virtuais que sustentam métricas alternativas. Informação & Informação, 21(2), 68-89. http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n2p68
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira. (2016). Presença online de pesquisadores na web: indícios para as métricas em nível de autores. Anais do XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Salvador, BA. http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/4123
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira, CARAN, Gustavo Miranda, & SOUZA, Iara Vidal Pereira de. (2016). Orientação temática e coeficiente de correlação para análise comparativa entre altmetrics e citações. Em Questão, 22(3), 184-200. http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245223.184-200
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira , & MURAKAMI, Tiago Rodrigo Marçal. (2016). Atenção online de artigos de Ciência da Informação: análise a partir de dados altmétricos do Facebook. Anais do 5o Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria. São Paulo, SP. http://www.ebbc.inf.br/ebbc5/index.php/main/download/111
BORBA, Vildeane da Rocha Borba, & CAREGNATO, Sonia. (2016). Análise do termo 'repositório institucional' no Twitter: um estudo altmétrico. Anais do 5o Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria. São Paulo, SP. http://www.ebbc.inf.br/ebbc5/index.php/main/download/89
BORBA, Vildeane da Rocha Borba, & CAREGNATO, Sonia. (2016). A repercussão de autores estrangeiros em Ciência da Informação no Twitter: uma visão altmétrica. Anais do XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Salvador, BA. http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/4089
GOUVEIA, Fábio Castro. (2016). A altmetria e a interface entre a ciência e a sociedade. Trabalho, Educação e Saúde, 14(3), 643-645. https://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sip00126
GOUVEIA, Fábio Castro. (2016). Altmetria institucional: uma análise dos trabalhos publicados pela Fundação Oswaldo Cruz. XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/3720
NASCIMENTO, Andrea Gonçalves do. (2016). Métricas alternativas para a avaliação da produção científica: um guia básico para o uso de altmetria para bibliotecários (Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro).  https://dx.doi.org/10.6084/m9.figshare.3409846.v1
NASCIMENTO, Andrea Gonçalves do. (2016). Altmetria para bibliotecários: Guia prático de métricas alternativas para avaliação da produção científica. Porto Alegre: Revolução eBook. http://revolucaoebook.com.br/ebook/altmetria-para-bibliotecarios-isbn-9788569333821/
NASCIMENTO, Andrea Gonçalves do, & ODDONE, Nanci Elizabeth. (2016). Métricas alternativas para a avaliação da produção científica: a altmetria e seu uso pelos bibliotecários. Anais do XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Salvador, BA. http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2016/enancib2016/paper/view/3701
REIS, José Eduardo dos, SPINOLA, Adriana Tahereh Pereira, & AMARAL, Roniberto Morato do. Visualização de indicadores bibliométricos e altmétricos: uma análise dos Repositórios Institucionais brasileiros. Anais do 5o Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria. São Paulo, SP. http://www.ebbc.inf.br/ebbc5/index.php/main/download/73
VANTI, Nadia, & SANZ-CASADO, Elias. (2016). Altmetria: a métrica social a serviço de uma ciência mais democrática. Transinformação, 28(3), 349-358. https://dx.doi.org/10.1590/2318-08892016000300009

O tema também foi discutido em blogs científicos e editoriais:

E pra quem se interessou, vale a pena lembrar de alguns artigos interessantes sobre o tema publicados no Brasil em 2015:

ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. (2015). Marketing científico digital e métricas alternativas para periódicos: da visibilidade ao engajamento. Perspectivas em Ciência da Informação, 20(3), 67-84. https://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/2402
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. (2015). Da altmetria à análise de citações: uma análise da revista Datagramazero. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, 10(1). http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/pbcib/article/view/23163
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. (2015). Estudos métricos da informação na web e o papel dos profissionais da informação. Bibliotecas Universitárias: pesquisas, experiências e perpectivas, 2(1). https://seer.lcc.ufmg.br/index.php/revistarbu/article/view/1119
BARROS, Moreno. (2015). Altmetrics: métricas alternativas de impacto científico com base em redes sociais. Perspectivas em Ciência da Informação, 20(2), 19-37. https://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/1782
NASCIMENTO, A., & ODDONE, N. (2015). Uso de Altmetrics para Avaliação de Periódicos Científicos Brasileiros em Ciência da Informação. Ciência da Informação em Revista, 2(1), 3-12. https://dx.doi.org/10.6084/m9.figshare.1402366.v1
SOUZA, Iara Vidal Pereira de. (2015). Altmetria: estado da arte. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, 7(2). http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/viewArticle/164
SOUZA, Iara Vidal Pereira de. (2015). Altmetria ou métricas alternativas: conceitos e principais características. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, 4(2), 58-60. http://revistas.ufpr.br/atoz/article/view/44554/27146

É isso. Um bom 2017 para vocês!

 

1 pensamento em “Altmetria à brasileira em 2016”

Deixe uma resposta