Como ter acesso a artigos científicos pagos

Uma das minhas atividades de trabalho como bibliotecário é ir até as salas dos alunos de graduação, mestrado e doutorado e ensina-los a localizar os documentos que veem nas referências das suas pesquisas. As referências são aquelas listas de artigos/livros que aparecem ao final dos artigos/livros, que contêm todas as citações e menções a outros documentos. Mesmo quem nunca fez pesquisa acadêmica é capaz de reconhecer isso na literatura tradicional e a importância desse modelo para o avanço da ciência.

Normalmente os orientadores começam o processo de pesquisa indicando uma lista de referências e o aluno tem que correr atrás desse material inicial, até começar a se aprofundar no tema e então descobrir e percorrer suas próprias referências de maneira autônoma. O meu papel é fazê-los entender a diferença entre acesso e acessibilidade, nos termos da publicação acadêmica, que é a diferença entre confirmar que um documento existe e saber onde ele se encontra, para a etapa onde é possível de fato ter acesso e consultar esse material, pegar emprestado, imprimir, baixar e ler. Independente de referências individualmente serem bastante citadas, o desafio é garantir que o aluno consiga obter a maior quantidade possível de materiais que ele precisar, na íntegra.

Mas bem, eles não conseguem sozinhos encontrar tudo que precisam, seja por falta de familiaridade com as ferramentas de busca e catálogos de bibliotecas e bases de dados ou simplesmente porque em algum momento empacam em sites de editoras científicas que cobram algumas dezenas de dólares para ter acesso ao texto completo. Quais são então as estratégias que eu uso e indico a eles para conseguir esses artigos na íntegra? Como é o meu esquema de trabalho toda vez que um professor ou aluno me manda um email dizendo “tô precisando dessa publicação, não tem no portal capes, nem no scihub, pode ajudar?”

Eu venho fazendo muito disso nos últimos 10 anos trabalhando em uma das bibliotecas da UFRJ e embora quase todos os dias seja a mesma coisa, eu nunca soube ao certo como explicar o que faço de maneira clara e coerente. Nos treinamentos que a gente oferece normalmente eu explico os passos superficiais (catálogos de biblioteca, portal capes, comut, ccn) mas sempre esquivo na parte mais complexa dizendo para os alunos não perderem tempo e mandarem pra mim a referência quando encontrarem alguma dificuldade.

Enfim, eu decidi destrinchar algumas das táticas e macetes que utilizo com mais frequência, e oferecer isso em formato de vídeo-tutoriais, onde as pessoas pudessem ver o processo de busca exatamente como eu estou fazendo no meu computador. É um curso basicão sobre como encontrar artigos científicos usando métodos não tradicionais. Serve para bibliotecários claro, mas também para qualquer pessoa interessada ou que esteja fazendo pesquisa científica. O curso é pago, tem um custo operacional da plataforma, mas combinei com o Cauê de deixar bem acessível. A primeira aula é grátis pra quem quiser ver e saber como funciona.

5 comentários em “Como ter acesso a artigos científicos pagos”

  1. Olá boa tarde, nossa que genial sua iniciativa, nunca pensei que houvesse alguém que pudesse fazer esse trabalho, eu estudo fotografia e por diversas vezes aqui em Belo Horizonte vou em busca de material em bibliotecas, porém se houvesse alguém aqui para nos orientar seria algo muito proveitoso, com certeza vou compartilhar esse artigo para ver se surge alguma iniciativa por aqui. Parabéns meu amigo. Tudo de bom e deixo um pouquinho de meu trabalho, grande abraço, Marcio Tassi https://www.marciotassi.com.br

Deixe uma resposta para Telemensagem Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.