O Melhor do Blog Biblioteconomia para Concursos

o melhor do blog

Dia 29, sexta-feira, Gustavo Henn e seus súditos vão realizar um super lançamento fruto da parceria do Blog Biblioteconomia para concursos com as Edições Baluarte. Trata-se dos livros O Melhor do Blog Biblioteconomia para Concursos: textos e O Melhor do Blog Biblioteconomia para Concursos: análises de provas.

Guga escreveu lá no blog que

Este livro começou a nascer ano passado, quando Moreno compilou os melhores post do blog. Na época não foi possível publicar em formato de livro. Mas a idéia evoluiu e gerou dois livros. O livro de “textos” traz os melhores posts do blog, incluindo entrevistas, bobagens, dicas, depoimentos, e vários eteceteras. Foi bem difícil selecionar os melhores, mas acredito que os escolhidos representem bem o que foram estes dois anos do blog. O livro foi organizado por mim, e possui ainda posts de Rodrigo Galvão e de Moreno Barros. Todos os entrevistados permitiram a publicação de suas entrevistas.

O livro de “análises de provas” traz todas as análises de provas já feitas no blog. No entanto, nem todas estão completas. Neste livro, também organizado por mim, estão presentes as análises de provas de Ana Roberta Mota, Adriana Lorente e Ana Jesuína, a quem agradeço a permissão para publicar seus textos em livro.

Os livros estarão disponíveis gratuitamente no blog e no site das Edições Baluarte a partir do lançamento. Baixem. Distribuam. Divulguem. Imprimam também. Fora a capa, é só texto. E está em formato de A5, ou seja, duas páginas em 1 página de A4 ficam perfeitamente legíveis.

Muito obrigado a todos os leitores do blog, que são os grandes responsáveis por estes dois anos de atividades.

Força nos estudos!!!!

Traité de Documentation: Le livre sur le livre

O Traité de Documentation do Paul Otlet é uma das grandes obras que são referência na Biblioteconomia, mas ninguém nunca leu. Foi muito citada para a 1ª lista dos Livros que influênciaram a Biblioteconomia. Há uns anos atrás, eu resolvi procurá-la na USP e achei registros na FEA, no IEB e na Faculdade de Direito. Fui na FEA e nenhum dos dois exemplares estava lá, não conheço o IEB direito e a Faculdade de Direito é no centro da cidade e por isso desencanei um pouco de ir atrás deste livro.
Como estou de férias e estava de bobeira, decidi ir atrás dele na faculdade de direito da USP. Consegui chegar até o livro, mas foi com certeza a biblioteca em que mais fui mal atendido em toda a minha vida. O livro é de 1934 e ainda por cima descobri que a USP só empresta livros para cópia que são mais novos que 1935… fiquei na mão…
Mas por uma grande ironia do destino, e graças principalmente ao trabalho de digitalização de obras raras, descobri que o livro está disponível para download no repositório institucional da Universidade de Ghent. Mas mesmo assim, eu tentei de noite e não consegui, mas consegui baixar de manhã, nao sei o porque disso… ele tem 200 mb, mas para quem se interessa pela história, acho que vale a pena.

Se não conseguirem baixar, deixa um comentário que eu dou um jeito de enviar…

PS. Para quem se interessa sobre o Paul Otlet, vale a pena ler a dissertação da Paola de Marco Lopes dos Santos: “O ponto de inflexão Otlet: uma visão sobre as origens da documentação e o processo de construção do princípio monográfico”, que está disponível no banco de teses da USP.

Updade: Consegui fazer o upload do livro no RapidShare.

Livros importantes para um bibliotecário

Eu estava montando essa lista para a publicidade no RABCI, mas acho interessante divulgar aqui também os livros que eu particularmente considero essenciais em qualquer biblioteca de bibliotecário:

Introdução 
a biblioteconomia

Esse é o livro essencial para um bibliotecário. Ele nos dá a visão histórica de nossa profissão, fundamental para um posicionamento crítico de nossa atuação.

Planejamento e serviços de informação

Esse é essencialmente prático, mas profundo. Nos mostra que para ser um grande bibliotecário, é necessário saber lidar com a biblioteca, superando os obstáculos burocráticos. É uma ferramenta essencial para quem quer deixar de ser coitado e demonstrar o seu valor para a organização.

PARA ENTENDER AS LINGUAGENS DOCUMENTÀRIAS

Esse é uma introdução, feita pelas professoras da ECA. Este é a mais pessoal das escolhas, pois serão poucos os bibliotecários que lidam ou lidarão com linguagem documentária, mas fica a dica.

Biblioteca
A casa da invenção

Os dois de cima são importantes para uma reflexão sobre o nosso papel. Eu particularmente não gosto do Milanesi como pessoa, mas gosto muito de seus livros.

E agora como Web 2 ( 😛 ), indique nos comentários livros que você considera importante ter na biblioteca particular dos bibliotecários.

UPDATE:

Com as valiosas contribuições do Gustavo e do Roosewelt, adiciono:

História da biblioteconomia brasileira

Eu ainda não li este livro, mas assisti a uma palestra do César Augusto Castro na ECA sobre o tema que foi muito boa.

E dois que merecem destaque, que foram dicas do Gustavo:

Missão do bibliotecário, de Ortega y Gasset

e

Ser ou não ser bibliotecário, Edson Nery da Fonseca

Esse eu não consegui achar… mas vou atrás…

e uma dica do Roosewelt:

“Linguagem documentária: teorias que fundamentam sua elaboração” da profª Maria Luiza de Almeida Campos

Tb não consegui achar… 🙁

Livros que influenciaram a Biblioteconomia

Quais os livros que mais influenciaram a Biblioteconomia? Partindo dessa pergunta, fizemos uma pequena listagem. O critério para seleção foi simples: foi indicado por alguém, entrou! Por que? Por que acreditamos nos nossos visitantes! Se quiser indicar mais livros, deixe um comentário com sua sugestão:

1. Paul Otlet – Traité de Documentation: Le livre sur le livre: Théorie et pratique. 1934.

2. S. R. Ranganathan – The Five Laws of Library Science. Bombay and New York: Asia Publishing House, 1963

3. Gabriel Naudé – Advis pour dresser une bibliothèque, 1627. (Dica do Gustavo Henn)

4. Suzanne Briet – Qu’est-ce que la documentation? Paris: EDIT, 1951. (Dica
do Gustavo Henn)

5. F. W. Lancaster – Indexing and abstracting in theory and practice. 2 ed. Champaign, University of Illinois, 1998. (Dica do Julio Anjos)

6. Vou colocar dois, sendo um só: Anthony Panizzi – Ninety-One Cataloguing Rules, 1858 e Charles Ammi Cutter – Rules for a Dictionary Catalog, 1904 (Dica do Fernando Vilarinho)

7. Theodor P. Loosjes – On documentation of scientific literature. London: Butterworth, 1967.

8. Martin Schrettinger – Versuch eines vollständigen Lehrbuchs der Bibliothek-Wissenschaft oder Anleitung zur vollkommenen Geschäftsführung eines Bibliothekars in wissenschaftlicher Form abgefasst, 1829.

9. José Ortega y Gasset. La misión del bibliotecario. Madrid: Revista de Occidente, 1967. 183 p. (dica de Juan Jose Bellido)

10. Jese H. Shera – Sociological Foundations of Librarianship, 1970 e The Foundations of Education for Librarianship, 1972. (dica de Juan Jose Bellido)

11. Tefko Saracevic – Introduction to Information Science, 1970. (dica de Juan Jose Bellido)

12. Yves-François Le Coadic – A Ciência da Informação. Brasília : Briquet de Lemos/Livros, 1996.

A nossa grande decepção ainda é o problema de acesso a essas obras que estão listadas, pois a maioria não está disponível nem nas bibliotecas dos cursos. Mas felizmente já existem iniciativas que estão mudando esse cenário. A primeira delas é o lançamento da tradução de alguns trabalhos editora Briquet de Lemos, uma das poucas no Brasil a editar livros para a área.

Outra grande iniciativa é o trabalho de digitalização das obras de Ranganathan pela School of Information Resources and Library Science e a disponibilização na dLIST – Digital Library of Information Science and Tecnology. A primeira obra disponibilizada é The Five Laws of Library Science.

E que venham mais iniciativas!