Empresa júnior

Não sei se já divulguei, mas vale a pena conhecer a Empresa Júnior de Biblioteconomia criada pelos alunos da UFSC: Bibliojúnior.

Eles prestam os seguintes serviços:

• Catalogação de Livros
• Ficha Catalográfica
• Editoração de Livros
• Editoração de Websites
• Consultoria para Gestão de Arquivos
• Organização de Arquivos
• Consultoria para Implantação de Arquivos
• Consultoria para Sistemas de Informação
• Organização de Informação
• Organização de Bibliotecas
• Consultoria para Implantação de Bibliotecas
• Levantamento Bibliográfico/ Guia de Fontes nacionais e Internacionais
• Normalização de trabalhos Técnicos – Científicos
• Estudo de Usuários de Unidades de Informação
• Clipping
• Digitalização de Acervos
• Elaboração de Tesauros (Vocabulários Controlados)
• Serviços sob encomenda, na Área de Biblioteconomia
• Cursos na Área de Biblioteconomia

Acredito que eles atualmente são a única empresa júnior da área, uma vez que ao que me parece, a da UFMG não existe mais (isso pesquisando por aqui, se alguém ai souber de algo diferente, comente…)

Concursos

Eu acabo de ler a prova do concurso para Bibliotecário da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Eu acho que nunca vi uma prova tão estranha. Primeiro, não tinha nenhuma questão sobre a área jurídica… depois, olhem o nível das questões:

23 – Sabe-se que Aristóteles foi o primeiro a trabalhar no arranjo de livros, sob um plano definido, que tempos depois foi adotado:
a) Pelos pós-aristotélicos.
b) Por Hermenegido.
c) Por Teódilo de Galena.
d) Pelos Ptolomeus.

Pelo que aprendi, o carinha ai em cima criou um sistema da classificar o conhecimento e não livros… mas posso estar enganado….

ou então:

34- A compatibilidade com padrões de catalogação do Aleph 500 assegura a conformidade com padrões emergentes, tais como:
a) STEFF e BBA52.
b) FRBR e AACR3.
c) KLPS e 555AR4.
d) STUV e RRRBTS.

Essa é ótima… criar siglas inventadas tudo bem, mas pelo menos se dê um pouco de sentido para elas..

Eu ainda fico imaginando que tipo de profissionais eles querem selecionar fazendo umas provas como essas… penso que o objetivo da prova era selecionar os melhores bibliotecários para atuar na instituição….

Para quem quer saber mais sobre concursos, visite o Blog de Concursos da Extralibris

Ou então, faça o download de diversas provas anteriores no repositório do Diego Abadan.

Mercado de Trabalho do Profissional da Informação

Por Josilene Virginia de Faria*

Josi

No dia 12 de março comemora-se o dia do bibliotecário, sendo importante ressaltar que a profissão de bibliotecário passa por profundas mudanças, onde encontramos um mercado promissor, carreira melhor remunerada e um leque variado de possibilidades de atuação. A carreira vem crescendo e o mercado vem acompanhando esse crescimento.

De acordo com informações do Conselho Federal de Biblioteconomia, no último censo realizado em 2000, existiam cerca de 22.000 bibliotecários no Brasil. Esse censo está sendo atualizado, levando em consideração as informações enviadas pelos Conselhos Regionais de Biblioteconomia.

Os Conselhos Regionais de Biblioteconomia abrangem todos os 26 Estados brasileiros e o Distrito Federal, os quais se dividem da 1ª a 14ª região.

Verificamos constantemente nos anúncios de vagas para bibliotecário a exigência de experiências profissionais, dessa forma, se faz necessário que o estudante, desde o início do seu curso, procure um estágio para possibilitar um contato prático com a profissão e interagir com todas as áreas do conhecimento.

De acordo com a revista Perspectivas em Ciência da Informação de 2006, o Ministério da Educação e Cultura – MEC exige que as instituições de ensino superior contratem um bibliotecário para cada mil alunos matriculados. 1

O bibliotecário atua nas mais variadas áreas: bibliotecas públicas, escolares, infantis, acadêmicas, especializadas e particulares; centros de documentação, arquivos, editoras e livrarias; centros de preservação e restauração de documentos e obras de arte; centros de comutação bibliográfica; consultorias e assessorias de empresas; agências de publicidade; núcleos de documentação de TV, emissoras de rádio e jornal; docências superiores; bancos; entidades governamentais; videotecas; traduções; organizações de congressos, seminários e simpósios; galerias de arte, centros de cultura e de lazer; organizações de bases de dados virtuais; museus; cartórios; fóruns; discotecas, agências de publicidade; etc.

Como podemos perceber, as áreas são as mais variadas possíveis, dessa forma, é necessário que o bibliotecário esteja constantemente se reciclando para atender a demanda deste mercado em franca expansão.

“Todo homem que sabe ler tem o poder de se ampliar, de multiplicar as formas de sua existência e de fazer sua vida repleta, significante e interessante.”

Aldous Huxley,
Romancista inglês
(1894 – 1963)

* Josilene Virginia de Faria é bibliotecária da Trevisan Escola de Negócios
Josi@trevisan.com.br

Referências

1 SOLINO, Antônia da Silva; MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de. Educação continuada e mercado de trabalho: um estudo sobre os bibliotecários do Estado Rio Grande do Norte. Perspectivas em Ciência da Informação. v.11 n.3 Belo Horizonte set./dez. 2006 Disponível em : Acesso em: 07 mar. 2007.

—————————————————————-

Outra homenagem ao dia do bibliotecário:

Especial sobre o bibliotecário no site da Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo

Em comemoração ao Dia do Bibliotecário (12 de março), a Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo lança um especial sobre a profissão em seu destaque do mês (http://www.bv.sp.gov.br).

Apresenta um breve panorama dos diversos campos em que o bibliotecário pode atuar, além de diversos links para artigos sobre a profissão, publicações especializadas, entidades nacionais e internacionais de representação e algumas curiosidades. Há, também, um texto, para download, sobre a história da biblioteca e do bibliotecário no mundo e no Brasil, desde as suas origens até os dias de hoje.

O link direto para o especial é http://www.bibliotecavirtual.sp.gov.br/bv_destaque.html

A Biblioteca Virtual é um serviço virtual, da Secretaria Estadual de Comunicação, que presta informações sobre todos os assuntos, gratuitamente.